Skip to content
PUBLICIDADE

Xuxa sugere que presidiários sejam usados para testes, é criticada e se desculpa: ‘errei’

PUBLICIDADE

Xuxa Meneghel participou de uma live com o perfil oficial da Alerj nas redes sociais e acabou se envolvendo em polêmica. Vegana, Xuxa discutia sobre os direitos dos animais e acabou revelando uma opinião muito problemática.

A rainha dos baixinhos afirmou ser contra o teste de produtos em animais. No entanto, o problema é que a apresentadora sugeriu que os testes (de cosméticos, vacinas, entre outros) seja realizado em seres humanos, em presos.

“Pelo menos serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas”, afirmou Xuxa. A fala pegou muito mal e gerou uma enxurrada de críticas. Muita gente lembrou sobre as falhas do sistema judiciário e carcerário no Brasil.

PUBLICIDADE

Dados apontam que a maioria dos presos hoje são pretos e pardos, além disso, 30% da população carcerária do Brasil ainda nem sequer foi julgada (ou seja, não se pode afirmar que são ou não condenados pelos crimes atribuídos a eles).

PUBLICIDADE

Muitos apontaram, no discurso de Xuxa, uma lógica baseado no conceito de eugenia, de que alguns seres humanos merecem menos dignidade do que outros. Xuxa, durante o seu discurso, parecia ciente da problemática do que estava dizendo. “Aí vai vir um pessoal dos Direitos Humanos e dizer que ‘não, eles não podem ser usados'”, previu.

No entanto, em seu pedido de desculpas, a apresentadora afirmou que se expressou mal. “Algumas pessoas usaram a expressão, que eu fui falando sobre raças, sobre negros, sobre presidiários negros e pobres. Mas não me passou nada disso pela cabeça”, afirmou.

PUBLICIDADE

 

Via: tvefamosos.uol.com.br