Skip to content
PUBLICIDADE

Em ligação com amigo, Tom Veiga afirmou ter apanhado da ex-mulher; reportagem revela toda a conversa

PUBLICIDADE

A morte de Tom Veiga, intérprete do Louro José, foi confirmada em novembro do ano passado. O ator foi encontrado sem vida no apartamento onde morava, no Rio de Janeiro. Até então, a morte havia sido considerada uma fatalidade, já que exames apontaram um AVC hemorragico.

Agora, no entanto, outros detalhes das últimas semanas da vida de Tom Veiga estão sendo trazidos à tona e podem levar a uma reviravolta. A família, segundo o colunista Leo Dias, suspeita da real causa da morte.

Em reportagem exclusiva, o jornal Metrópoles divulgou o conteúdo do depoimento de Josenilde de Cássia Santos Silva. Ela foi empregada de Tom Veiga por um ano e o depoimento foi registrado em cartório.

PUBLICIDADE

No depoimento, ela afirma ter ouvido um relato do próprio Tom Veiga, em que contava ter sido atacado pela ex-mulher, Cybelle Hermínio Costa. Três dias antes de morrer, Veiga pediu ajuda a um amigo para retirar Cybelle de seu testamento.

Agora, uma nova reportagem, dessa vez pelo Cidade Alerta, mostra o conteúdo de uma ligação entre Tom Veiga e um amigo, mantido em anonimato.

PUBLICIDADE

Tom: “Irmao, desculpa te chamar no feriado, mas é que a parada é meio urgente”

Amigo: “Manda, o que houve? To aqui, irmão. Quer me ligar?”

Tom: “Quero”

PUBLICIDADE

Amigo: “Liga”

Tom: “Tenho uma coisa desagradável pra te contar. Na sexta-feira, eu levei uma surra da minha mulher. E depois de 1 hora apanhando, ela dizendo pra eu reagir, que eu era um (palavrão), eu consegui sair”

Tom Veiga continua o relato e afirma: “ela pegou meu celular, pegou meu iPad, chave de carro, chave de casa.. Loucura, irmão, nunca passei por uma coisa dessas”.