Skip to content
PUBLICIDADE

Caso Henry: Pai do menino contradiz depoimento de Monique e Jairinho e traz novo relato essencial

PUBLICIDADE

O caso do menino Henry Borel continua a gerar uma grande repercussão no país. A criança deu entrada na unidade de saúde já sem os seus sinais vitais. Seus últimos momentos de vida foram passados ao lado da mãe, Monique Medeiros, e do padrasto, o vereador e médico, conhecido como Dr. Jairinho.

As autoridades continuam a investigar o que teria levado a morte de Henry Borel.

Diante disso, o pai de Henry, o engenheiro Leniel Borel, que tem acompanhado o caso de perto e pede justiça pela vida de seu filho, entrou com uma petição para realizar um novo depoimento, visto que ele busca apontar contradições no depoimento dado pelo casal.

PUBLICIDADE

De acordo com Leniel, inicialmente, sua ex-esposa, Monique, teria dito que Jairinho e ela encontraram o corpo de Henry no quarto do menino. Porém, quando os dois prestaram depoimentos para a polícia, afirmaram que Monique foi a primeira a ver o corpo da criança. E logo em seguida, teria chamado Jairinho.

A mãe de Henry chegou a dizer que a morte poderia ter sido causada por um acidente doméstico, como uma queda da cama ou da poltrona. Porém, isso já foi descartado pelas autoridades, após uma nova perícia realizada no apartamento.

PUBLICIDADE

As contradições nos depoimentos de Jairinho e Monique podem indicar que o casal está buscando esconder algo.

Com o pedido de Leniel, para prestar um novo depoimento, sua atitude pode ajudar bastante na resolução do caso.

Via: noticias.uol.com.br

PUBLICIDADE