Skip to content

Traficantes impedem agentes de saúde de vacinar população de Manaus contra sarampo

jul 19, 2018

Traficantes impediram agentes públicos de saúde de aplicar vacinas na população do bairro Jorge Teixeira, situado na Zona Leste da cidade de Manaus (AM). A região é uma das que possui o maior contingente de casos da doença e os traficantes fizeram várias ameaças aos agentes, fazendo com isso que eles não conseguissem imunizar as pessoas daquela área. A capital do Amazonas chegou ao ponto de decretar estado de emergência por causa da epidemia de sarampo.

Por essa razão, a polícia deu início a uma operação no local, com direito a montagem de barricadas.

Manaus já registrou um número superior a 400 casos de sarampos, todos confirmados, desde o mês de março desse ano, além também da morte de um bebê de 7 meses de idade.

Desde o começo dessa semana, por volta de 900 agentes trabalharam nas ruas para efetuar a aplicação das doses de vacina.

De acordo com informações concedidas pela prefeitura de Manaus, os traficantes fecharam duas ruas e não permitiram que os agentes de imunização continuarem com a varredura vacinal nas casas em uma das regiões com a maior quantidade de casos da doença. O trabalho se encerrou em torno das 19h da quarta-feira, dia 18, uma hora antes do que estava previsto. A Polícia Civil irá investigar esse fato.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) disse que a Polícia Militar e policiais pertencentes a Secretaria Executiva Adjunta de Operações se deslocaram até o bairro Jorge Teixeira, na área onde se soube da existência de ameaças, para a realização de uma varredura na noite do mesmo dia.

Os agentes de saúde que estavam presentes no local não confirmaram o ocorrido para os policiais militares. Apenas depois de contatar o respectivo gerente do Distrito de Saúde é que foram confirmadas as denúncias, sem maiores detalhes. Vale salientar também que, no começo dessa semana, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança Pública, está se comunicando com a Semsa para dar apoio e proporcionar segurança para as equipes de imunização em um trabalho que engloba os comandos de policiamento militar de cada uma das áreas da cidade.

A SSP solicita que as pessoas colaborem fazendo as denúncias desses atos criminosos através do telefone 181. A denúncia é feita de forma anônima, a ligação é completamente gratuita e o atendimento é fornecido 24 horas por dia.

A operação começou com barricadas nas ruas. Os motoristas tem sido abordados e os veículos tem recebido vistoria. A ação abrange policiais da Seaop, grupo Fera, Força Tática, Rocam, COE e Detran.

A tarefa dos agentes de saúde no bairro Jorge Teixeira deve ser retomada na tarde dessa quinta-feira, dia 19 de julho.

A questão do sarampo em Manaus

O número de casos confirmados de sarampo na cidade de Manaus teve um novo aumento, superando a marca de 317  e indo para 444, conforme dados do boletim epidemiológico divulgado na tarde da segunda-feira, 16 e julho, pela Secretaria Municipal de Saúde.

No começo de julho, a Prefeitura de Manaus decretou situação de emergência e anunciou que havia a intensificação da vacinação na cidade. Residências, comércio e escolas passaram a receber visitações de agentes de saúde.