canudinhos banidos rio de janeiro

O direcionamento do plástico na natureza é algo preocupante, que já trás enormes prejuízos para o meio ambiente e para a sociedade, mas que se não forem tomadas atitudes, pode se tornar um problema ainda maior em um futuro não tão distante.

Qualquer atitude por mais pequena que pareça ser, pode ser um grande avanço para a proteção ambiental e é por isso que é importante destacar notícias como a que a Câmara Municipal do Rio de Janeiro anunciou nesta semana.

A câmara aprovou em uma segunda votação no último dia 07 de junho (quinta-feira) um projeto de lei que visa proibir o uso de canudinhos de plástico em todos os bares e restaurantes da cidade, dos quais deverão realizar a substituição por versões fabricadas com materiais biodegradáveis.

Portanto o Rio de Janeiro pode se tornar a primeira cidade do Brasil a efetuar o banimento total do uso do canudinho tradicional, servindo de exemplo para outras cidades do país.

O texto aprovado na câmara agora segue para a sanção ou não do prefeito Marcelo Crivella (PRB). A aprovação ou não do projeto poderá ser feita já nos próximos meses.

O projeto de acabar com os canudinhos de plástico no RJ

O projeto de lei que é de autoria do vereador Jairinho do MDB, ainda prevê uma multa de R$ 3 mil aos estabelecimentos que vierem a desrespeitar a lei. E caso o estabelecimento seja reincidente, a multa passa a ser de R$ 6 mil (dobrada).

Jairinho tem o seu projeto apoiado por uma organização não governamental (ONG) conhecida como Meu Rio. Ela foi a responsável por criar uma petição virtual para que os vereadores do Rio de Janeiro fossem pressionados a votar a favor da proposta.

A petição teve mais de 15 mil assinantes e através dela os vereadores foram pressionados e mobilizados a votar pelo fim dos canudinhos de plástico na cidade carioca. Para a ONG Meu Rio, o ato foi uma grande vitória para o meio ambiente e lançou uma nota comentando sobre o assunto e a “vitória”.

Agora a missão da ONG é pressionar o prefeito Marcelo Crivella para que a lei seja sancionada, onde segundo o grupo, agora está nas mãos do prefeito banir de vez o material nocivo para a natureza.

O Meu Rio ainda citou que mais de dez países no mundo já aprovaram diversos projetos de leis que acabam com o uso de plásticos, inclusive o uso de canudinhos por parte de bares e restaurantes. Entre os países que já contam com leis contra o plástico estão a Bélgica, Índia, Noruega, Costa Rica, Uruguai e o Panamá.

Mas outros diversos países já está cogitando a possibilidade de colocar um fim na produção de canudos, embalagens plásticas e copinhos descartáveis. Entre eles estão países da União Europeia, onde a França já em 2017 aprovou uma lei que proibirá a venda de talheres, copos e outros itens descartáveis que não sejam biodegradáveis até o próximo ano de 2020.

Na votação para banir os canudinhos do Rio, o único parlamentar que votou contra a proposta foi o vereador Leandro Lyra do partido Novo.

Plástico, uma preocupação mundial

Atualmente os materiais plásticos representam praticamente 90% de todo o lixo flutuante nos oceanos do planeta. E deste número, boa parte dos animais marinhos já ingeriram produtos feitos de plástico durante o seu ciclo de vida. Muitos inclusive são comercializados e acabam na mesa da população.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here