Skip to content

Maranhão tem 89% da população vacinada contra a gripe

jun 20, 2018

Nesta terça-feira dia 19, cerca de 89% da população do Maranhão foi vacinada contra a vírus da gripe Influenza A. A Secretaria da Saúde informou que os grupos prioritários entraram nesta estatística, e a meta é vacinar mais de 90% da população.

Os grupos prioritários são: crianças de 2 a 5 anos, gestantes, puérperas (que acabaram de dar à luz), crianças de 6 meses a 2 anos, indígenas, professores, trabalhadores da área da saúde, presos e agentes penitenciários, adolescentes e idosos.

Campanha de vacinação

A campanha foi prorrogada até o dia 22 de junho. As vacinas estão disponíveis para os moradores do Maranhão em postos de vacinação na rede municipal de São Luís e em Santa Inês, de segunda a sexta-feira, das oito da manhã às cinco da tarde.

PUBLICIDADE

Imunização

A vacina contra o vírus da Influenza tem eficácia de seis a doze meses após a aplicação, e reduzem complicações da doença que podem levar ao óbito. A imunização inclui defesas contra os três tipos mais agressivos do vírus da gripe que são: H1N1, H3N2 e Influenza B.

A forma de contágio se dá pelas vias respiratórias dos contaminados, ao tossirem, espirrarem ou ao falarem. Outras vias de contágio se dão por objetos contaminados como talheres e copos.

O Ministério da Saúde alerta para a importância de se lavar as mãos com frequência, além de cobrir a boca ao tossir ou espirrar, e evitar a aglomeração de pessoas.

PUBLICIDADE

Os sintomas da H3N2(vírus do subgrupo da Influenza A) são: febre alta iminente, cefaleia, dores articulares, constipação nasal e inflamação da garganta e tosse. Em casos raros, pode-se apresentar diarreia e vômito.

 

 

Quem se vacinou em outras campanhas da gripe, devem se vacinar novamente contra o vírusH3N2,alerta os virologistas e infectologistas.

A cada nova campanha, são disponibilizadas imunizações específicas para cada vírus. Em todo o país, foram registrados aproximadamente 286 casos de Influenza, com 41 óbitos.

O Ministério da Saúde alertou ainda sobre a informação de que o vírus da gripe H2N3 estaria em circulação no Brasil e causando diversas mortes. O órgão responsável qualificou a notícia como sendo mentirosa, e que a ocorrência deste vírus no Brasil é inexistente.

A imunização contra o vírus da gripe realizado em todo o país é de grande importância para a população, portanto boatos e mentiras a respeito de outros vírus estão sendo também erradicados em diversos veículos de comunicação.

Quem já está com alguns dos sintomas da gripe, é importante não se auto medicar. Procure um posto de saúde para tratamento e orientação específica para cada paciente.

Os profissionais da saúde aconselham a ingerir muitos líquidos, como: água, sucos naturais e chás. Além de guardarem repouso, seguir as orientações do médico e ficarem atentos ao não desaparecimento dos sintomas a longo prazo.

A prevenção é a melhor forma de tratamento. Estar em dia com a saúde, atentando-se para as campanhas de vacinação, é crucial não só para o indivíduo, mas para todos.