Sociedade

Homem russo com 90% do corpo tatuado tira pênis por não gostar do contraste de cores

0

Reprodução/Adam Curlykale Fonte: Último Segundo IG

(Último Segundo – IG) Adam Curlykale, de 32 anos de idade, um homem russo que vive em Kaliningrado, interior da Rússia e é detentor de um corpo que está 90% coberto por tatuagem, ou melhor, tatuou com tinta preta, decidiu, deliberadamente, realizar uma cirurgia para remover o próprio pênis pois, segundo ele, o referido membro “danificava o seu novo visual”.

Reprodução/Adam Curlykale
Fonte: Último Segundo IG

Segundo relata o próprio Curlykale, ele se tornou um adepto de uma técnica conhecida sob a alcunha de “blackout tattoo”. Nessa nova técnica, que se transformou em uma febre entre os artistas, a pessoa cobre o seu corpo com sólidos e robustos blocos de tinta preta.

Eles fazem isso de duas formas diferentes: ou preenchem grandes porções do corpo com a cor ou então mesclam elementos de design, como formas geométricas ou linhas, por exemplo, em meio a porção inteiramente coberta com tinta preta.

Adam Curlykale começou a fazer isso há 12 anos, depois de ter sido diagnosticado com câncer no intestino.

O russo, que já atravessou até mesmo uma sessão para pintar os globos oculares, contou que tinha uma auto estima muito baixa por ser considerado branco e pálido demais. Por causa disso, ele passou a se tatuar no corpo inteiro, dos pés a cabeça.

Contudo, algumas partes do corpo permaneceram com as cores naturais e essa era uma coisa que deixava Adam bastante incomodado.

Sendo assim, ele tomou a decisão de atravessar um procedimento cirúrgico para remover o seu pênis e também os seus mamilos, com o objetivo de proporcionar mais ‘harmonia’ ao seu corpo todo tatuado. A cirurgia foi considerada como sendo de alto risco.

A mídia local disse que o jovem homem fez uma viagem para a cidade de Guadalajara, no México, onde ele foi submetido à cirurgia de alto risco no Hospital Jardines, onde tirou ambos os testículos, tirou pênis e também os seus mamilos.

Após terminar a realização do procedimento de remoção dessas partes do corpo, Adam publicou algumas fotos suas nas redes sociais, para poder deixar os seus amigos, parentes e seguidores mais calmos e tranquilos, pois todos demonstravam uma profunda preocupação com os perigos oferecidos pela cirurgia.

Curlykale transformou-se uma espécie de subcelebridade, conhecido na Rússia após ter participado do programa de TV Second Face, na Polônia, no qual contou a sua história e mostrou as tatuagens que tinha realizado especialmente para cobrir manchas e marcas deixadas pelo câncer que teve.

O jovem russo afirmou que o número de tatuagens se elevou depois de ter conseguido sobreviver a doença e receber o diagnóstico diagnosticado de albinismo .

Ele disse ainda que sua cor preferida sempre foi o cinza e por isso coloriu a sua pele de grafite. Falou também que começou com essa prática por uma questão de auto estima mesmo. Todavia, no decorrer do tempo, acabou virando uma verdadeira paixão, segundo ele.

Mesmo depois de ter removido o pênis (incluindo os escrotos) e os mamilos, CuryKale ainda possui partes do corpo que não foram tatuadas e assegurou já estar com excelente ideias em mente para preencher o que falta. Afirmou ainda que vive da forma que acha certo, não se preocupa com o amanhã e não dá bola para críticas.

 

 

 

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Sociedade