Skip to content

Relações entre Rússia e EUA estão em um de seus piores momentos

De acordo com afirmações feita por alguns especialistas, pela mídia e até mesmo pelo próprio presidente americano, Donald Trump, as relações entre Rússia e Estados Unidos estão no seu pior momento.

PUBLICIDADE

Conforme afirma o jornal Britânico BBC News, a relação entre os dois países está no seu pior momento desde o final da Guerra Fria, em 1991. Como se sabe, EUA e Rússia (que antigamente correspondia à União Soviética, englobando, além do território russo em si, uma série de outros países) viveram a chamada Guerra Fria desde o final da Segunda Guerra Mundial até o ano de 1991. A Queda do Muro de Berlim foi um marco desse momento.

O governo estadunidense chama o ataque conjunto de forças russas e sírias na cidade de Aleppo como sendo um “massacre” e ainda também denuncia o país, afirmando que o mesmo cometeu crimes de guerra.

Crédito da imagem: Kevin Lamarque/Reuters/Reprodução

Já o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse explicitamente que as coisas entre EUA e Rússia começaram a azedar já há algum tempo e persistiu em afirmar que o governo do ex-presidente Barack Obama, ao invés de buscar o diálogo, preferia fazer exigências e imposições.

Mesmo com tudo isso, americanos e russos permanecem debatendo sobre a situação na Síria. Eles fazem isso pois, apesar das divergências, acusações e argumentações, ambos os países tem ciência de que possuem uma relevante função em qualquer acordo a respeito do final do conflito. Uma guerra contínua na Síria não é benéfica para nenhuma das duas nações.

Cúpula entre EUA e Rússia em Helsinque

O presidente americano Donald Trump disse em uma entrevista para a emissora CBS, no domingo, que tinha expectativas bem baixas sobre o seu encontro com o presidente russo, Vladimir Putin e portanto os resultados não poderiam ser ruins.

PUBLICIDADE

Trump também escreveu nas redes sociais nesta manhã uma variedade de mensagens complicadas e tensas, dizendo, dentre outras coisas “que as relações entre Estados Unidos e Rússia NUNCA estiveram tão piores”.

Inusitadamente o presidente norte-americano afirmou que a degradação nos laços entre ambos os países se deu por conta de “vários anos de tolice e estupidez americana”, ou seja, de certa forma culpando seu próprio país em ter tomado atitudes erradas que foram responsáveis por essa deterioração da relação.

Trump também acusou as investigações estadunidenses sobre a interferência russa nas eleições de 2016, chamando-as de “caça às bruxas”. Ele atacou o governo do seu antecessor, Barack Obama, dizendo que o mesmo não tomou nenhuma atitude diante de um aviso do FBI de que o país poderia estar causando interferência nas eleições americanas e desautorizou instituições formas de sua própria administração.

Essa cúpula bilateral entre EUA e Rússia, que ocorre em um dos momentos mais delicados para o mundo ocidental desde a queda da União Soviética no ano de 1991, deixou alguns membros da OTAN alarmados, temendo eles que Putin tente firmar um grande acordo que detone a aliança transatlântica liderada pelos Estados Unidos.

O encontro entre os dois líderes estava previsto para acontecer às 13 horas, no horário local de Helsinque (7 horas no horário de Brasília), com a intermediação de tradutores e sob uma onda de protestos de agrupamentos opositores às políticas de ambos os presidentes. Ao final do diálogo, ambos devem fazer uma declaração formal.