Politica

Desnuclearização pode dar errado, de acordo com a Coreia do Norte, após encontro com secretário americano

0
Pompeo e King Yong Chol

Fonte/Crédito da imagem: Andrew Harnik/Reuters

O processo de desnuclearização da Coreia do Norte tem atravessado alguns momentos delicados e repletos de tensão. Tanto a Coreia do Norte, quanto os Estados Unidos tem exibido posições bastante dicotômicas a respeito do fim do programa nuclear existente em Pyongyang, mesmo após 2 dias de intensas negociações entre ambos os países.

A Coreia do Norte contou com a visita do secretário de Estado americano, Mike Pompeo. Mike Pompeo, ao contrário daquilo que foi afirmado em declarações da Coreia do Norte, disse que as conversas foram bastante proveitosas, mas que, no entanto, os norte coreanos foram categóricos em afirmar que só efetuarão o processo de desnuclearização caso o Estados Unidos também o faça.

Segundo a Coreia do Norte, apesar de até então eles estarem bastante decididos de fato em por um final ao seu programa nuclear, eles discordam veementemente da exigência de desnuclearização unilateral realizada pelos norte-americanos.

A agência oficial de notícias da Coreia do Norte, a chamada KCNA, identificou os resultados desse diálogo com a delegação estadunidense como sendo incrivelmente preocupantes. A agência alega que os americanos persistem em uma desnuclearização total, sem possibilidades de reversão e plenamente verificável.

A priori, o intuito desse encontro para os estadunidenses era construir uma agenda o mais detalhada possível a respeito de todo esse processo.

A trajetória mais fácil e rápida para a obtenção de uma península coreana completamente isenta de armamentos nucleares se daria por intermédio de uma abordagem progressiva na qual ambos os lados efetuassem ações de forma simultânea, afirmou a KCNA, por meio de um comunicado citando o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores daquele país.

Aliás, o Ministério das Relações Exteriores do país, em um comunicado que foi citado por uma agência de notícias da Coreia do Sul, a Yonhap, disse que os debates foram de elevado nível, porém o posicionamento e as atitudes realizadas pelos americanos foi lastimável.

O secretário norte-americano Mike Pompeo, ainda que tenha dito que as negociações foram frutíferas, não revelou muitos detalhes novos e relevantes a respeito de que modo a Coreia do Norte faria a sua parte no acordo, em troca de algumas garantias de segurança dadas pelos EUA.

Pompeo fez uma declaração bastante genérica e evasiva, dizendo que estes são temas complexos e delicados, que houve avanços em alguns pontos centrais, mas que ainda há trabalho a ser feito.

Com relação a algumas questões de ordem mais prática, Mike Pompeo apontou somente autoridades pertencentes aos dois países se reunirão dia 12 de julho, em um grupo de discussão e trabalhos, para debater a respeito da repatriação dos restos mortais de um pequeno contingente de soldados estadunidenses mortos durante a Guerra das Coreias, conforme consta informações dadas pelo France Passe.

O chefe da diplomacia estadunidense teve uma reunião agora nesse sábado com o general norte-coreano  Kim Yong-Chol, pessoa importante dentro do governo daquele país, mas não há nenhum dado que diga se ele teve algum encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, assim como havia ocorrido anteriormente em duas visitas prévias a capital do país.

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Politica