Politica

Bolsonaro ameaça remover anúncios do governo de veículos de mídia “mentirosos”

0

(Por REUTERS)

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, disse na segunda-feira que retiraria a publicidade do governo dos meios de comunicação que considerava “mentirosos”, mantendo a pressão sobre pontos críticos depois de vencer a eleição presidencial no fim de semana.

Em entrevista ao noticiário noturno nacional da TV Globo, Bolsonaro também disse que gostaria que o juiz anti-subversão Sergio Moro se tornasse seu ministro da Justiça e, eventualmente, ocupasse um lugar na Suprema Corte quando surgir uma abertura.

Mais de Bolsonaro: Bolsonaro quer Sérgio Moro em seu gabinete ou no STF

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, disse na segunda-feira que quer nomear o juiz anti-corrupção Sergio Moro para a Suprema Corte ou para servir como seu ministro da Justiça.

Bolsonaro fez os comentários durante uma entrevista ampla com a TV Record. Moro é o juiz que lidera os julgamentos da Lava Jato que condenaram dezenas de políticos de alto nível e elite empresarial por um amplo esquema de corrupção. Entre os condenados de Moro estava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro não respondeu imediatamente a um pedido por e-mail para comentários.

O presidente eleito Jair Bolsonaro apoiou a indústria de etanol do Brasil e prometeu ser um parceiro do setor de biocombustíveis, de acordo com comentários transmitidos na segunda-feira durante uma conferência internacional de açúcar em São Paulo.

O direitista Bolsonaro, que venceu o esquerdista Fernando Haddad em um segundo turno no domingo, disse em um vídeo que gostaria de ver o Brasil retomar a liderança global na produção de etanol, que perdeu para os Estados Unidos há alguns anos.

“No passado, éramos líderes nessa frente e, mais uma vez, lideraremos, com certeza”, disse ele no vídeo apresentado pelo deputado Evandro Gussi, autor do projeto de lei aprovado no Congresso este ano que implementa a nova política brasileira de aumento do consumo de álcool. combustíveis renováveis ​​chamado RenovaBio.

Esta indústria “é muito importante. Reduz as emissões de carbono e, de algo que é nosso, dá energia ao Brasil. Você pode contar conosco, somos parceiros nessa questão ”, afirmou Bolsonaro.

Gussi disse que gravou o vídeo há alguns dias, antes do segundo turno.

O programa RenovaBio é visto por muitos na indústria de açúcar e etanol do Brasil como uma tábua de salvação para as usinas que estão em uma situação financeira difícil após vários anos de preços baixos para o biocombustível e o adoçante.

A nova política, que ainda precisa ser totalmente regulamentada pelo governo federal que assumirá o poder em 1º de janeiro, oferece aos distribuidores de combustível alvos crescentes para volumes anuais negociados de biocombustíveis, como etanol e biodiesel.

Havia dúvidas na indústria do etanol se Bolsonaro, que em determinado momento ameaçou se retirar do tratado climático de Paris, apoiasse a política e seguisse em frente com sua implementação.

Alguns dias antes do segundo turno da eleição, ele fez uma inversão de marcha, dizendo que o Brasil honraria o tratado que assinou.

 

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Politica