Skip to content

O Tempo Não Para: Afrontoso, Emílio rouba uma bitoca de Marocas e acaba se acidentando ao escapar de Samuca

ago 16, 2018

O afrontoso Emílio vai tentar uma tática ousada na tentativa de abalar o romance de Samuca e Marocas e vai roubar um beijo da jovenzinha na novela das 7. Mancomunado com Betina, o advogado vai aceitar o desafio de se tornar mais próximo da donzela do século XIX, mas será pego no pulo pelo empresário e, no vuco vuco da fuga, vai acabar sendo atropelado.

Para ter uns minutinhos a sós com a bela, Emílio se deslocará até a pensão de Coronela com o subterfúgio de se encontrar com Dom Sabino. “Posso te dizer uma coisa?”solicitará o vilão.

“Certamente que sim. Algum recado para o meu pai?”, questionará Marocas, que vai ficar super nervosa ao notar que o advogado pegou no seu pulso com considerável força. “Minha mão…solte, por favor…Isso não soa respeitoso, estamos em público”, demandará ela.

“Eu necessito lhe dizer que…”, persistirá Emílio, que vai roubar um beijo da moça. Samuca vai chegar no exato momento em que isso acontece, pegando os dois no flagra. “O que é isso?!Seu canalha!Seu atrevido!Como ousa?!”, esbravejará Marocas, completamente revoltada.

“Marocas, foi um mal entendido!”, arguirá o vilão, que vai dar um sorriso malicioso ao enxergar o empresário. “Esse sujeito me beijou à força!”, justificará a ex-congelada. Samuca vai tentar partir pra cima do inimigo. Covarde como é, Emílio vai sair correndo, porém acaba atropelado.

Emílio será levado para o hospital de ambulância e Samuca permanecerá na pensão com Marocas, para tirar satisfações. “O Emílio te beijou…”, rememorará ele.

“Sim… me roubou um beijo… Os homens não têm mais compostura, Samuca, beijam a seu bel-prazer todas as mulheres que vêem, sem consentimento! Se meu pai souber disso, é melhor que o dr. Emílio reze para que o atropelamento tenha sido fatal”, soltará Marocas.

“Desgraçado. Eu vou acabar com a raça desse cara”, diz Samuca furioso.”Samuel, o infeliz está nos estertores!A essa hora está lutando pela vida. É hora de perdoar, não de condenar, muito menos buscar vingança!”, rebate Marocas.

“Não é vingança. Eu só quero entender por que ele te beijou!Não entendo o que ele pretende com isso…Mas vou descobrir e acabar de matar, se ele não morreu”, falará raivoso Samuca. Depois de receber os devidos cuidados no hospital, Emílio vai ser demitido.

Samuca fica preocupado em perder a companhia para o sogro

Samuca, que está noivo de Marocas, descobre por intermédio de Vanda que construiu a Samvita em um terreno que pertence a Dom Sabino. “Eu gastei rios de dinheiro para construir esse edifício”, fala o jovem. Dom Sabino terá Emílio como seu defensor o advogado Emílio. A advogada já avisa Samuca: “Se Dom Sabino ganhar essa processo na justiça, a posse do prédio fica suspensa”.

Emílio assegura que o DOm Sabino havia comprado aquelas terras no século XIX e que ele continua sendo o proprietário do terreno, apesar de ter ficado congelado durante 132 anos, com sua família e colaboradores. Por essa razão, Samuca fica super preocupado, pois teme ter que fechar a empresa e vai atrás de um suporte jurídico para sanar a questão.