Skip to content
PUBLICIDADE

Pai e filha morrem vítimas da Covid-19 em menos de 24h e caso deixa família desolada; ambos eram professores

PUBLICIDADE

Enquanto a vacinação anda em passos lentos no Brasil, a covid-19 continua fazendo vítimas e gerando comoção. Em Marília, no interior do estado de São Paulo, a morte de pai e filha está gerando uma forte comoção e dura reação da família.

Conhecidos na região, Oliveiro Pessoa Zamaio, de 62 anos de idade, e Gisele Zamaio, de 32, eram pai e filha. Os dois escolheram seguir a mesma carreira, se tornaram professores e contribuíam, dessa forma, com a sociedade ao seu redor.

Ambos, Oliveiro e Gisele testaram positivo para a covid-19 ainda no começo de março. A doença evoluiu com complicações graves e, na última semana, os dois morreram. As mortes aconteceram com menos de 24 horas de intervalo.

PUBLICIDADE

Oliveiro era engenheiro e professor na Unimar. Ele estava internado, no Hospital Beneficente Unimar, desde o dia 10 de março, com sintomas evoluindo. Gisele era funcionária da rede estadual de São Paulo, ela era do grupo de risco porque possuía comorbidades.

Christian Zanella, marido de Gisele, usou as redes sociais para prestar sua última homenagem. “Eu vou sentir muito a sua falta, você era uma pessoa maravilhosa, uma mãe cuidadora (…) que Deus receba de braços abertos você, mulher maravilhosa. Descanse em paz, meu amor”, escreveu o rapaz.

PUBLICIDADE

“Vá em paz, que Deus tenha mais um anjo no céu, melhor sogro. Igual um pai para mim, família em luto. Que Deus receba de braços abertos”, também escreveu, em despedida ao sogro, a quem chamou de pai.

A família seguiu os protocolos para a realização do sepultamento de pai e filha, sem a realização de funeral e sem a reunião de aglomerações.

Via: bol.uol.com.br

PUBLICIDADE