Skip to content
PUBLICIDADE

Modelo sem doença preexistente e que praticava crossfit morre de Covid-19; sua morte serve de alerta

PUBLICIDADE

Neste domingo, dia 21 de março, foi anunciada mais uma morte que ocorreu devido a COVID-19. Desta vez, se trata de uma mulher que trabalhava como modelo e que praticava exercícios físicos de maneira constante. Ela não tinha qualquer doença prévia. Sua morte serve de alerta para muitos que acreditam que são imunes ao vírus, por serem jovens, por não terem doenças ou por terem uma vida ativa.

Elarce Barbára da Silva também era fotógrafa e empresária. Ela morreu aos 39 anos de idade. Sua morte ocorreu na região de Cuiabá.

Os familiares informaram que ela chegou a ficar internada por quinze dias, mas infelizmente não resistiu. Elarce praticava crossfit.

PUBLICIDADE

Ela deixou três filhas adolescentes que agora ficaram sob o cuidado do pai.

Quando Elarce sentiu falta de ar e foi encaminhada para unidade de saúde, o seu pulmão já estava com 70% de comprometimento. Ela recebeu o oxigênio, mas seu estado de saúde apenas piorava.

PUBLICIDADE

Conseguindo uma vaga na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), ela precisou ser intubada e continuou a lutar contra a doença. Durante todo esse período, os familiares realizaram campanhas de doação e pediram por orações para que ela conseguisse se recuperar.

Sofrendo uma parada cardíaca, ela não conseguiu resistir.

O seu velório deve seguir todos os procedimentos necessários diante da pandemia da COVID-19. Sua morte abalou toda a família. É mais uma família que tem a vida duramente afetada por conta do vírus.

PUBLICIDADE