Skip to content

Homem é preso em flagrante por agredir o próprio pai; Idoso sofre grande risco de saúde

A Delegacia de Atendimento ao Idoso de Anápolis, a cerca de uns 60 km de Goiânia, visitou em torno de 95 residências de supostas vítimas de maus- tratos. A operação ocorreu durante 7 dias e teve fim nesta última quinta-feira, dia 20 de agosto.

PUBLICIDADE

Entre as visitas feitas, a mais grave que foi encontrada pelos oficias foi a de um homem de 63 anos de idade, já idoso, que estava com ferimentos sérios em seu corpo e cabeça.

De acordo com informações da Polícia Civil, o idoso poderia estar com dano cerebral, decorrente do ferimento.

A visita a este senhor ocorreu no dia 18, na terça-feira, e o seu filho foi preso em flagrante na ocasião. Após os oficiais entrarem no local, eles notaram que a agressão havia ocorrido naquele mesmo dia e então prenderam o filho do mesmo.

PUBLICIDADE

O delegado que está a frente do caso relatou que o idoso, por ter suspeita de traumatismo craniano, será submetido a vários exames complementares, para saber sobre o seu estado de saúde.

Ainda em sua fala, o oficial Manoel Vanderic conta que o suspeito será indicado por injúria, ameaça, lesão corporal e invasão de domicílio.

PUBLICIDADE
Foto: Divulgação/Polícia Civil de Goiás

Em meio à crise do novo coronavírus, os números de casos de maus-tratos aumentaram. Os oficiais receberam uma enorme quantidade de denúncias, o que deu início a operação de visita as residências. No trabalho realizado, foi possível obter o seguinte resultado:

  • 8 idosos foram mandados para asilos ou hospitais locais;
  • 4 agressores, que eram usuários de drogas, foram mandados para clínicas de recuperação por livre vontade;
  • 35 destes casos serão investigados por inquéritos policiais;
  • 1 filho foi preso, durante a visita policial, ao espancar o pai; ele foi pego em flagrante.
Foto: Divulgação/Polícia Civil de Goiás