Skip to content
PUBLICIDADE

Fotos das fichas criminais de Jairinho e Monique são divulgadas após grande pressão

PUBLICIDADE

No dia 8 de abril, o casal Jairinho e Monique deu entrada no sistema prisional. A prisão temporária aconteceu em decorrência das investigações da polícia civil sobre a morte do menino Henry, filho de Monique e enteado de Jairinho.

Para a polícia, o menino morreu em função de agressões de Jairinho. As investigações agora tentam entender qual era o cenário dessas agressões e qual era o papel desempenhado por Monique nesse contexto.

Jairinho é vereador do Rio e, logo que a prisão do casal foi realizada, surgiu uma suspeita de que ambos pudessem estar recebendo “regalias”. Uma dessas questões era a não divulgação das fotos do casal no processamento prisional.

PUBLICIDADE

Essas são fotos tiradas por todas as pessoas que dão entrada no sistema prisional e, em geral, costuma ser facilmente acessada pelos veículos jornalísticos quando se trata de indivíduos de grande repercussão. No entanto, foram necessários quase 10 dias para que as imagens de Jairinho e Monique fossem acessadas.

O G1 publicou as imagens, nas quais Monique e Jairinho aparecem com a roupa da cadeia e Jairinho ainda aparece com o cabelo cortado, expondo o braço esquerdo completamente tatuado.

PUBLICIDADE

Imagens publicadas pelo jornal O Globo também revelam Jairinho sentado no corredor do Complexo de Gericinó, comendo um sanduíche que havia sido entregue em mãos pelo então diretor da Unidade, Ricardo Larrubia, que pediu exoneração assim que as imagens foram divulgadas.

PUBLICIDADE

O Ministério Público do Rio de Janeiro abriu investigação para apurar se o casal está recebendo algum tipo de tratamento especial.

Via: g1.globo.com