Skip to content
PUBLICIDADE

Fantástico expõe boletim de ocorrência da ex-esposa do vereador Jairo, padrasto do menino Henry: ‘sempre foi violento’

PUBLICIDADE

Nas últimas semanas, o caso da morte do menino Henry Borel tem chamado a atenção e gerado grande repercussão. O menino morreu, com múltiplas lesões, no apartamento onde estava com a mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, o vereador Jairinho.

A polícia agora tenta entender o que aconteceu nos últimos instantes de vida do menino, algo que nem mesmo o casal alega saber. Monique afirma que estava dormindo no mesmo quarto que Jairo quando acordou e encontrou o filho já desacordado.

De acordo com o casal, Monique precisou acordar o namorado porque Jairo faz uso de medicamento para dormir. Mesmo sendo médico, Jairo não tentou examinar o menino e apenas dirigiu o carro, apoiando a namorada. Monique foi quem fez massagem cardíaca e respiração boca a boca no filho.

PUBLICIDADE

Uma reportagem feita pelo Fantástico, da rede Globo, que foi ao ar ontem (21), traz diversas informações e até mesmo detalhes inéditos, sobre o caso. Uma dessas informações acabou chamando muito a atenção.

Na mesma delegacia onde a morte de Henry foi registrada, consta uma denúncia arquivada feita contra o vereador Jairinho. A denunciante é Ana Carolina Ferreira Neto, ex-mulher do parlamentar. No depoimento feito a polícia, Neto afirma que o ex-marido “sempre foi violento” com ela e narra episódios.

PUBLICIDADE

Ao ser procurada pela reportagem, Neto negou ter feito a denuncia. O caso foi arquivado. O advogado de defesa do vereador nega que Jairo tenha tido qualquer comportamento violento contra a ex-mulher, com quem teve dois filhos.

O vereador concedeu, ao lado de Monique Medeiros, entrevista a Roberto Cabrini. De forma contundente, ele afirmou que a morte de Henry “assassinato não foi”. O vereador também relatou ter um bom relacionamento com Henry e afirma que jamais sequer teve motivo para se irritar com o menino.

PUBLICIDADE