Skip to content
PUBLICIDADE

Depoimento da mãe e do padrasto de Henry são divulgados e detalhes são revelados; caso continua a ser investigado

PUBLICIDADE

Monique Medeiros, mãe do menino Henry do Borel, e o seu namorado, o vereador e médico, Jairo Souza Santos, mais conhecido como Dr. Jairinho, prestaram depoimentos para esclarecer o que teria levado a morte da criança. A morte da criança de apenas 4 anos de idade ocorreu neste último dia 8. Foi dito que o menino passou mal no apartamento da mãe e não resistiu. O caso continua a ser investigado.

Henry chegou a ser encaminhado para uma unidade de saúde, mas não resistiu. O laudo feito pelo IML (Instituto Médico Legal), aponta diversas fraturas graves ao redor de seu corpo, inclusive na região de seus rins e de seu abdômen. Ao que tudo indica, ele morreu após ter uma morte extremamente violenta.

No depoimento prestado para as autoridades, Monique disse que acordou de madrugada, após ter escutado barulhos estranhos e ao ir para o quarto do filho, encontrou a criança já caída.

PUBLICIDADE

Os investigadores questionaram o que poderia ter causado aquelas lesões tão fatais e Monique disse que acredita que o seu filho tenha ficado em pé na cama, e então, caiu, ou então, que ele se apoiou na poltrona e caiu.

Já Dr. Jairinho, afirmou que estava com Monique assistindo séries em outro quarto e teria dormido profundamente, pois estava sob o efeito de remédios. E quando se encontrou com a namorada no quarto, viu o menino já gelado e com os olhos revirados. Ele não sabe explicar o motivo das lesões.

PUBLICIDADE