Skip to content

Como manter a casa segura para idosos

jul 17, 2018

Como ciclo natural da vida, a terceira-idade traz inúmeras mudanças no corpo e no cérebro do indivíduo.

Mesmo que o idoso seja ativo e normal, a diminuição dos reflexos, da visão, audição, equilíbrio e da locomoção, fiquem comprometidos e mais propensos às quedas.

Devido à perda natural de cálcio e do enfraquecimento dos ossos, as quedas ocasionam fraturas, comuns da faixa etária, mas trazendo muitas sequelas para os idosos.

Itens de segurança

A geriatra Sonia Martins Fontes, da Clínica Sainte Marie, chama atenção para o perigo que ocorre dentro de casa, em especial no banheiro ou na cozinha.

Por isso, é importante instalar barras de segurança, de apoio nestes ambientes, a fim de reforçar a segurança. E não só para banheiros e cozinhas, mas também nas escadas (para uso eventual), acrescentando corrimão dos dois lados.

Outra medida importante é retirar os tapetes, já que a caminhada dos idosos tende a ser lenta e arrastada, o que facilita tropeços e escorregões. O ideal seriam aqueles rentes ao chão, antiderrapantes, com boa fixação no ambiente.

As escadas são inimigas dos idosos, já que subir e descer diariamente, torna-se perigoso e árduo. O ideal é centralizar as atividades do idoso em um único andar, bem como o dormitório e áreas de lazer, evitando o deslocamento desnecessário e perigoso.

A análise do caso de cada idoso deve ser feita por um profissional, a fim de não gerar contrariedades e insatisfações, o que também são fatores de risco para a terceira idade, fazendo-os deixar de realizar atividades prazerosas, se alimentar e sentir-se útil.

Móveis como mesas de centro, vasos, ou outros objetos que dificultem a visibilidade e transitoriedade do ambiente devem ser retirados, a fim de evitar tropeções, quedas e esbarrões.

Os animais são bons aliados na vida de qualquer pessoa, mas a do idoso deve ser utilizada com cuidado, já que eles deixam brinquedos espalhados pela casa, ou brincam de maneira abrupta, oferecendo risco de quedas para eles.

A instalação de interruptores de fácil acesso pelo ambiente também é uma medida preventiva, um perto da porta e um perto da cama são suficientes para iluminação rápida do ambiente.

No banheiro, a atenção deve ser dobrada, retirando todos os tapetes escorregadios, retirada de obstáculos como degraus, retirada da cortina ou vidro do box, bem como na instalação de antiderrapantes, barras no chuveiro e vaso sanitário.

Se a locomoção e equilíbrio estiverem muito comprometidos, o uso da cadeira de banho é necessário, bem como o contraste de cor do vaso sanitário e da pia do banheiro, se os azulejos forem todos de uma cor só.

Outras medidas essenciais

No quarto, a cama e o colchão utilizados devem ter a mesma altura e densidade do idoso, trazendo conforto, boas noites de sono, e facilidade na hora de sentar e levantar.

As cadeiras e sofás da casa, também devem ter a mesma altura do idoso, oferecendo segurança, com braços dos dois lados. Nada de cadeiras de plástico que não ofereçam resistência.