Skip to content
PUBLICIDADE

Com hospitais cheios de vítimas da COVID-19, os corpos são deixados em corredores e no chão; vídeo

PUBLICIDADE

Com o avanço da pandemia da COVID-19 em nosso país, diversas regiões têm enfrentado a triste situação de um colapso no sistema de saúde. Isso significa que muitas unidades de saúde não contam com leitos e alguns pacientes acabam falecendo, antes mesmo de receber o devido atendimento médico. É uma realidade vivenciada neste período de isolamento social.

E uma das regiões mais afetadas é o Distrito Federal. Não estão conseguindo manusear os cadáveres de maneira adequada, tamanha a quantidade. A situação é realmente desesperadora. Imagens foram realizadas por servidores públicos e mostraram a realidade nos hospitais.

Nas gravações, é possível notar que existem corpos de vítimas da COVID-19 que estão simplesmente armazenados nos corredores e no chão de diversas áreas da rede pública.

PUBLICIDADE

Em meio a pandemia, é extremamente necessário tomar alguns cuidados com os corpos das vítimas da COVID-19, protocolos de segurança são essenciais para evitar mais contaminações. Por este motivo, essa é uma atitude considerada de alto risco para a saúde de todos que estão naquele ambiente.

São diversas denúncias em vários hospitais públicos do Distrito Federal. Uma destas foi feita no Hospital de Ceilândia. Um homem de 45 anos faleceu e seu corpo ficou no corredor por mais de 24h.

PUBLICIDADE

Outra denúncia foi realizada no Hospital Regional do Guará (HRGu). Corpos ficaram no chão por não existir espaço no necrotério.

É uma situação de entristecer qualquer um.

Abaixo o vídeo pode ser conferido;

PUBLICIDADE

ASSISTA O VÍDEO AQUI

São imagens fortes.