Skip to content
PUBLICIDADE

Caso Henry: mãe do garoto toma importante decisão e poderá depor novamente na delegacia

PUBLICIDADE

O caso do menino Henry Borel continua a gerar uma grande repercussão no país. O menino de apenas 4 anos de idade chegou ao hospital já sem os seus sinais vitais. Ele foi levado até o local por sua mãe, Monique Medeiros, e por seu padrasto, o vereador e médico, Jairo Souza, conhecido como Dr. Jairinho.

Após uma extensa investigação feita pelas autoridades, Jairinho e Monique foram presos. Eles foram presos acusados de estarem atrapalhando às investigações, pois foi descoberto que eles estavam ameaçando testemunhas. Além disso, Henrique Damasceno, o delegado que cuida do caso, declarou que não existem dúvidas sobre a autoria do crime. Jairinho matou Henry e Monique agiu de maneira completamente omissa.

Monique está de quarentena em um Instituto Penal. Procedimento comum para novos presos, desde a pandemia da COVID-19. Recentemente, foi divulgado que ela tomou uma importante decisão. A professora escolheu não ser mais defendida pelo advogado de Jairinho, André França.

PUBLICIDADE

André estava representando o casal, mas agora irá responder apenas por Jairo Souza.

Thiago Minagé foi indicado como o novo advogado de Monique. Ele declarou que sua defesa irá mudar a estratégia e irá trabalhar apenas com a verdade.

PUBLICIDADE

O advogado ainda afirmou que poderá levar Monique para depor novamente.

A professora chegou a passar mal dentro do Instituto Penal e pediu por atendimento médico. Ela foi diagnosticada com infecção urinária, mas já recebeu alta.

As investigações sobre o caso Henry devem continuar.

PUBLICIDADE