Skip to content
PUBLICIDADE

Caos: Turistas lotam mercados no litoral de São Paulo e ameaçam moradores locais

PUBLICIDADE

Cenas inacreditáveis que estão circulando nas redes sociais mostram mercados super lotados, com longas filas e muita aglomeração.

Mesmo depois de todos os esforços das prefeituras das cidades da Baixada Santista, que ficam localizadas no litoral de São Paulo e cidades do litoral sul, que realizaram bloqueios sanitários para tentar conter a invasão de turistas no feriadão, milhares de pessoas chegaram nas mais diversas localidades da região.

Na noite desta última sexta-feira (26), o que se via em supermercados e mercados de Bertioga a Peruíbe era um verdadeiro caos em meio ao momento mais crítico da pandemia da Covid-19.

PUBLICIDADE

As cidades mais visitadas do litoral paulista já tinham decretado lockdown, por causa do avanço descontrolado da Covid-19, as autoridades locais temiam que por causa do feriado prolongado as pessoas optassem por descer para a praia desrespeitando o isolamento social.

Em menos de 24 horas mais de 45 mil veículos desceram a serra sentido ao litoral, o megaferiado na capital paulista começou nesta sexta-feira e vai até o dia 3 de abril, tal medida foi a única encontrada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), de deixar a cidade vazia em uma tentativa desesperada de conter o avanço da Covid-19.

PUBLICIDADE

Maria do Rosário, de 56 anos, moradora da cidade de Praia Grande, revelou que ficou por bom tempo em uma longa fila diante de um supermercado, ela teria ficado revoltada com um grupo enorme de jovens que chegaram no local sem máscaras, gritando, gesticulando e sem respeitar o mínimo de distanciamento.

Atacado - Reproduo - Reproduo

Quando ela pediu que para que usassem máscaras os jovens ameaçaram agredi-la. “Essa gente vem para a nossa cidade fazer arruaça? Eu perdi a paciência com eles, pedi para que colocassem a máscara, mas começaram a me xingar. Eu já estava havia uns 40 minutos na fila quando eles chegaram. Um deles avançou pra cima de mim. E ninguém que estava na fila ajudou. Acabei indo embora sem comprar nada”.

PUBLICIDADE