Skip to content

Romero Britto enfim quebra o silêncio e detalha sua versão sobre episódio de 2017: ‘me senti destratado’

Depois de se recusar, algumas vezes, a comentar o episódio da peça quebrada em sua galeria, Romero Britto finalmente abriu o jogo. Em comunicado, ele detalhou sua versão dos fatos e revela que se sentiu “destratado” como cliente do restaurante.

PUBLICIDADE

O comunicado foi divulgado depois do artista se recusar a comentar o caso em conversa com Pedro Bial. Agora, Britto explica que esteve no restaurante, mas que não desrespeitou funcionários. De acordo com Romero, ele brincou sobre desconto.

A reserva do café da manhã, de acordo com Madeleine Sánchez, mulher que quebra a peça do artista no vídeo, custava US$ 8. Romero conta que reservou para um grupo de pessoas, mas nem todos puderam ir e ele teria brincado sobre o desconto.

O artista também confirma que pediu para que o volume da música fosse diminuído, mas destaca que fez o pedido “educadamente”. O famoso confirmou que tentou impedir que a obra chegasse ao chão com as próprias mãos, como é observado no vídeo.

PUBLICIDADE

O artista brasileiro afirmou que se sentiu destratado como cliente do restaurante e ainda explicou que vê cada uma de suas obras “como um filho”. No comunicado, Romero Britto também critica a maneira como a internet reagiu a divulgação do vídeo.

Do outro lado, Sánchez acusa o artista brasileiro de ter sido desrespeitoso com seus funcionários. A mulher é dona do restaurante “Olé Olé and Tapelia”, onde o episódio do café da manhã aconteceu.

PUBLICIDADE