Skip to content

Programa Pânico humilha Mário Junior, o galã do TikTok

jul 20, 2020

O Programa Pânico é uma das maiores audiências da Jovem Pan e tem muitos fãs fiéis. Entretanto, não é de hoje que os apresentadores se envolvem em polêmicas pela forma como tratam seus entrevistados. Muitos, inclusive, tem preferido fugir da cilada.

No ultimo final de semana, a vítima da língua ferina dos entrevistadores foi Mário Jr, um garoto que é conhecido por postar vídeos engraçados, de estilo sedutor, no TikTok. Sempre voltados para ajudar a autoestima dos seguidores, os vídeos são um sucesso.

Humilhação

PUBLICIDADE

Logo no começo da entrevista, Emilio Surita e seus companheiros deixaram claro que não gostavam do conteúdo produzido pelo rapaz. Com piadas debochadas e irônicas, nem pareciam ser uma equipe acusada constantemente de fazer piadas sem graça.

O ponto alto da humilhação foi quando os apresentadores se limitaram a dizer o rapaz que ele devia deixar de explorar sua imagem nas redes sociais e começar a estudar. Talvez para não virar algo como um apresentador do Pânico, talvez.

Reação nas redes

PUBLICIDADE

Enquanto a entrevista se desenrolava, a internet já estava em polvorosa. No Twitter as críticas vinham em tempo real. A maior crítica era ao tipo de “humor” produzido pelo Pânico.

Manifestações pedindo a aposentadoria do líder da trupe, Emílio Surita também apareceram. Assim como comentários que não sabiam explicar como o programa conseguia manter-se com a conduta comum que tem com os entrevistados.

Felipe Neto

Um dos que não gostou nadinha da forma com que os apresentadores trataram Mário Jr foi Felipe Neto. O youtuber, que tem se destacado por seu posicionamento político nos últimos meses, também fez sua crítica ao programa da Jovem Pan, sem papas na língua.

Segundo Felipe, o Pânico parou no tempo e fez uma analogia com uma possível apresentação da “Banheira do Gugu” nos dias de hoje. O quadro dos anos 90 era famoso por explorar a imagem de mulheres seminuas.

Por fim, Felipe Neto ainda lembrou que também passou pela mesma situação no passado. Deixando uma mensagem de apoio para o garoto: “A sua história tá aberta pra ser escrita”.