Skip to content

Apresentador Paulo Henrique Amorim é condenado por racismo

jun 13, 2018

Paulo Henrique Amorim apresentador da Record e escritor do blog ´´Conversa Afiada´´ foi condenado pela justiça por racismo contra o jornalista Heraldo Pereira, tendo que cumprir à pena de um ano e oito meses por injúria racial. O ministro Luís Roberto Barroso foi quem fez a condenação.

O processo que já vinha se arrastando a vários anos, (desde 2009), época em que ocorreram as declarações que Paulo Henrique Amorim fez contra o jornalista da Globo, citando Heraldo Pereira como ´´um homem negro de alma branca. ´´ e ´´ sem nenhum talento´´, afirmando também que ele ´´não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde´´, teve a sentença confirmada com um ponto final.

A condenação será cumprida pelo apresentador da Record em regime aberto e pagamento de uma multa à vítima dos comentários, Heraldo Pereira. Vale ressaltar que Paulo Henrique Amorim não terá direito a recorrer da decisão.

Em seu blog pessoal o apresentador comentou o fato de ter sido acusado de injúria e difamação feita contra Heraldo Pereira: ´´ Primeiro: num acordo na Justiça ele reconheceu que não sou racista. Segundo: o STF ainda não decidiu se o suposto crime já prescreveu ou não´´.

Em uma entrevista a um jornal, Heraldo rebateu às publicações de Amorim: ´´ Fui a um judiciário, e ele está condenado a um ano e oito meses de prisão por injúria racial. A pena foi confirmada pelo STF e serve de parâmetro de equiparação, na prática, do delito de injúria ao de racismo´´.

Carreira

Paulo Henrique dos Santos Amorim, nascido em 22 de fevereiro de 1942, é um jornalista, apresentador de TV brasileiro desde 2006 pela Record, empresário e blogueiro.

Ganhou entre outros o Prêmio de Influenciadores Digitais 2016 na categoria economia, política e atualidades pelo site ´´Conversa Afiada´´. Ele atua no ramo de jornalismo desde 1961. Formou-se em Sociologia e Política trabalhando desde muito cedo na imprensa.

Polêmicas

Por ser um forte crítico da imprensa, foi condenado por injúria e difamação por profissionais da área de jornalismo, disparando críticas severas contra a Rede Globo de Televisão. Paulo Henrique lançou um livro em 2015 chamado de ´´ O Quarto-Poder-Uma Outra História´´.

Ele é um crítico também da Operação Lava-Jato; e em março de 2016 o jornalista acusou a Polícia Federal do Brasil de atuar de forma ´´golpista´´, ´´irresponsável´´, ´´subversiva´´ e ´´ criminosa´´, sugerindo que a então Presidenta Dilma Rousseff demitisse todos os servidores da Polícia, dos grandes cargos aos pequenos.

Pelo crime de injúria e difamação Paulo Henrique foi processado e condenado por diversas pessoas tais como: o advogado Nélio Machado, o empresário Daniel Dantas, Lasier Costa Martins Senador do Rio Grande do Sul, Gilmar Mendes ministro do Supremo Tribunal Federal, Ali Kamel Diretor Geral de Jornalismo e Esportes da Globo, o ator Sérgio Menezes, Merval Pereira funcionário das Organizações Globo e Heraldo Pereira jornalista e apresentador do Jornal das Dez da Rede Globo e eventualmente apresentador do Jornal Nacional.