Esportes

Torneios de e-Sports ganham espaço na TV e crescem em audiência no Brasil

0

Fonte da imagem: Pixabaycom

O cenário dos e-Sports está se tornando maior a cada ano, seja em audiência ou até mesmo financeiramente. Um bom exemplo acontece no Brasil, que tem contado com a presença dos campeonatos de games nos principais canais de TV a cabo. SporTV, ESPN e Esporte Interativo, além de outros, possuem espaços dedicados, com sucesso de espectadores, apenas para os fãs desse tipo de torneio. Segundo alguns números retirados de pesquisa da NewZoo, o Brasil é o terceiro maior país em audiência de e-Sports. Atualmente, existem cerca de 18,3 milhões de brasileiros que acompanham os torneios com certa regularidade. Isso representa 29% da América Latina, ou seja, nós somos o país da região que mais consome este tipo de conteúdo. A Argentina e o México estão logo atrás, com 22% e 19%, respectivamente.

Todos esses números de audiência acabam gerando uma receita que surpreende alguns especialistas do entretenimento. Hoje, o mercado brasileiro de e-Sports gera cerca de US$ 21 milhões, segundo reportagem produzida pela revista Exame. A expectativa é que esse número continue crescendo e, até 2021, atinja algo perto de US$ 40 milhões. Ou seja, um crescimento que ultrapassa os 20%. Os grandes canais de TV a cabo não ficam de fora dessa oportunidade. Com o crescimento de consumidores no setor de jogos eletrônicos, os programas esportivos começaram a abrir espaço para os games. Entre 2015 e 2016, a maioria das coberturas dos eventos aconteciam pela internet, com transmissões ainda não muito profissionais via streaming. Atualmente, programas inteiros na TV se dedicam aos jogos e campeonatos.

Os canais de e-Sports

São três nomes dos canais esportivos tradicionais que abriram espaço para os torneios de jogos eletrônicos. A SporTV, líder de audiência, seguida pela ESPN Brasil e o Esporte Interativo, que aposta muito no conteúdo online. Essas três fizeram os investimentos aumentarem de ano em ano e, atualmente, acabam dedicando uma boa parte da grade de horários para os e-Sports.

 

No canal e-SporTV, por exemplo, o crescimento começou a acontecer em 2017. Em números divulgados pela própria emissora, a audiência focada apenas nos programas de e-Sports foi de 7,7 milhões de pessoas naquele ano. Sendo que metade desse grupo, ou seja 50%, são de adultos entre 18 e 34 anos de idade. Além disso, a SporTV também divulgou que foram mais de 120 horas de transmissões realizadas, e a expectativa é que os números continuem a crescer, principalmente com as transmissões já garantidas em 2019.

Enquanto isso, a famosa ESPN Brasil e o Esporte Interativo correm atrás, investindo principalmente na internet. Os dois canais realizam campanhas nas redes sociais, fazem transmissões de campeonatos pelo Facebook, ou então em algum serviço próprio de streaming, e possuem programas online dedicados aos jogos eletrônicos. No entanto, os dois canais já deram espaço também na grade de programação normal.

Gaming domina plataformas de entretenimento

O crescimento do e-Sports não acontece apenas na TV a cabo. Na verdade, a indústria dos jogos se tornou um dos principais mercados do entretenimento em diferentes plataformas, ampliando bastante o alcance. É possível enxergar isso nos serviços de streaming. Atualmente, a Twitch TV é líder de audiência em transmissões ao vivo. O portal é uma plataforma de live streaming dedicada, quase exclusivamente, aos jogos eletrônicos. Outra área que teve um impacto com os games são os portais de apostas online. Atualmente, eles estão presentes patrocinando times e campeonatos de e-Sports ao redor do mundo. Por exemplo, a Betway não apenas é a principal patrocinadora da equipe brasileira MIBR, que retornou aos jogos em 2018, mas também possui uma página dedicada exclusivamente as apostas dos principais torneios de e-Sports. São números para diferentes jogos, como League of Legends ou CS:GO.

As redes sociais também não ficam de fora deste mercado. Recentemente, o Facebook tem criado cada vez mais espaço para as transmissões de e-Sports pela plataforma, ajudando inclusive outros serviços, como citamos a ESPN e o Esporte Interativo. Outra plataforma é o YouTube Gaming, que é um espaço dedicado apenas aos conteúdos de jogos e sonha em ganhar espaço da Twitch TV.

Os e-Sports são cada vez mais uma realidade, inclusive em números. O cenário parece que ainda tem muito espaço para crescer, principalmente com o apoio de grandes emissoras no Brasil. Isso é produtivo não apenas para esses canais, mas também para toda a indústria que existe ao redor destes jogos, com eventos e produções. Pode ser um mercado que traga lucros, não apenas financeiro, mas também cultural para o país.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes