Skip to content

Tite admite dificuldade com pouco tempo de treinos na Seleção

A Seleção Brasileira volta a jogar nos próximos dias contra Arábia Saudita e Argentina. E mais uma vez os brasileiros convivem com o pouco tempo para treinar o time para estas partidas.

O treinador concedeu nesta sexta-feira (11) entrevista coletiva. Tite admite que o pouco tempo para preparar os jogadores para estas partidas atrapalha, mas que tem trabalhado para evitar que isso prejudique a evolução do trabalho.

PUBLICIDADE

“É muito difícil você ter sentido de organização em pouco tempo. O técnico tenta manter uma estrutura-base e dar oportunidade aos atletas. Não experimentar. Atletas de alto nível a gente oportuniza, mantém uma estrutura e oportuniza para que possam se desenvolver melhor. O conjunto pode dar suporte para Pablo, Ederson, Fabinho produzirem bem. Temos que olhar o individual e o todo. Esse é meu grande problema como técnico da Seleção, essa inquietude não poder trabalhar muito tempo”. declarou.

Apesar dos problemas com o pouco tempo para treinar, Tite já se vê aliviado com o fim de uma preocupação: o fim da unanimidade a seu nome, obtida durante as eliminatórias para a Copa do Mundo e um pouco abalada durante o Mundial da Rússia.

“Não me considerava perfeito, isso me incomodava. Tem dias que sou insuportável no convívio. Às vezes ficamos numa exposição maior, entendem que estou sempre equilibrado e não estou. É uma busca incessante de equilíbrio, aperfeiçoamento, de aprendizado. As coisas tem que ser contextualizadas. A grande campanha das eliminatórias vai ser repetir? Não assegura, o momento agora é de busca de crescimento. Vencer ensina e perder ensina também. Só depende da nossa capacidade de absorver”, disse

Veja também

Diego Souza analisa situação do São Paulo no Brasileirão e diz: ” temos dez decisões”

PUBLICIDADE

(Crédito da foto: Lucas Figueiredo/CBF)