Skip to content

Grêmio leva virada do River Plate no fim e é eliminado da Libertadores

Não deu para o Grêmio. Depois de ter vencido a ida, e estar em vantagem na partida, o Imortal sucumbiu ao time argentino, levou a virada e deu adeus ao sonho do tetra.

O River Plate agora fica no aguardo do vencedor de Palmeiras e Boca Juniors, que se enfrentam às 21h45 de quarta-feira, na Arena Palmeiras. Resta o Brasileirão ao Grêmio. No sábado, vai ao Independência bater de frente com o Atlético-MG, às 17h.

PUBLICIDADE

O River Plate surpreendeu na primeira etapa. Mantendo mais posse de bola, os argentinos pressionaram o time gaúcho no campo de defesa. Ponzio e Palacios arriscaram de fora da área. Aos 31, Ponzio sentiu lesão muscular e deu lugar a Enzo Perez.

Quando se esperava que o primeiro tempo terminaria sem gols, um escanteio mal batido por Alisson caiu nos pés de Leonardo, que da entrada da área, acertou um belo chute à direita de Armani.

Na segunda etapa, Everton entrou e de cara obrigou Armani a trabalhar. Aos 21, o Cebolinha recebeu lançamento de Jael e, sozinho, arrancou em velocidade. Cara a cara com Armani, chutou em cima do goleiro. O gol faria falta.

Aos 36, Pity cobrou falta na cabeça de Borré, que aproveitou a desatenção de Jael e supera Grohe. A bola resvalou no braço do jogador River antes de ir para o fundo do gol. Cinco minutos depois, após chamar o VAR, Andrés Cunha viu o toque de mão de Bressan no chute de Scocco e marcou pênalti.

Bressan tomou o segundo amarelo e foi expulso. Depois de quase dez minutos de paralisação e muita confusão, Pity Martínez chutou no canto esquerdo de Grohe e colocou os argentinos em vantagem. O Grêmio não teve forças para se recuperar e ficou pelo caminho.

PUBLICIDADE