Skip to content

Catástrofe natural causa diversos estragos em Santa Catarina

Os moradores de Santa Catarina passaram, mais uma vez, pela situação caótica de um desastre natural. Agora, foram dois tornados que fizeram com que mais de 800 pessoas ficassem sem lugar para morar por causa dos estragos: os lugares que não desabaram por completo ficaram interditados pela Defesa Civil por causa do risco de desabamento.

PUBLICIDADE

A velocidade dos ventos foi uma das causas de tantos estragos: eles chegaram a alcançar os 100 KM/H, o que é suficiente para tirar telhados e arrastar até as coisas mais pesadas, até mesmo as pessoas desavisadas.

A intensidade da chuva também cooperou para que tantos imóveis fossem destruídos e, felizmente, há somente 2 pessoas gravemente feridas até o momento. Considerando a extensão da catástrofe, era esperado um número bem grande de vítimas, lembrando que foram registradas outras 14 pessoas feridas, mas em baixa intensidade.

As marés foram afetadas e, durante o tronado, foi registrado granizo, ajudando a causar danos e machucar os transeuntes que ainda não tinham conseguido se abrigar. É importante aguardar que a Defesa Civil faça a atualização dos imóveis que estão interditados.

No entanto, não é a primeira vez este ano que o Estado de Santa Catarina sofre com catástrofes naturais: em julho, ocorreram graves enchentes que danificaram muitos imóveis e fizeram vítimas.

Já no mês de junho, dois acontecimentos também causaram desabamentos, caos no trânsito e demandaram a atuação da Defesa Civil: um ciclone e um outro tornado.

PUBLICIDADE

Famílias esperam em abrigos improvisados

Até que a Defesa Civil assegure que os imóveis são seguros, os seus moradores estão em abrigos improvisados, sendo a maior parte deles em igrejas e em pátios de escolas, que estão fechadas devido à pandemia de COVID-19. O mesmo acontece com as famílias que tiveram as suas casas destruídas pelo tornado.

Diversas cidades catarinenses foram afetadas e possuem cidadãos em dificuldades. Para quem desejar fazer alguma doação de medicamentos, roupas e alimentos não perecíveis, é preciso procurar o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina ou entrar em contato com as instituições sociais.