Economia

Mercado financeiro convoca especialistas para esboçar cenários sem Bolsonaro

0

Após ter ficado muito claro que o processo de recuperação do deputado federal e candidato à presidência Jair Bolsonaro vai demorar bem mais do que o previsto, o mercado financeiro julgou melhor tomar uma atitude e convocou, nesta semana, alguns ex-ministros de tribunais eleitorais e um conjunto de advogados especialistas no tema para procurar esboçar os diversos cenários possíveis que podem acontecer caso o presidenciável fique de fora da disputa presidencial.

A informação foi fornecida pela colunista Mônica Bergamo, pertencente ao jornal Folha de S.Paulo, que informa também que representantes de fundos de investimentos de grande porte do Brasil e do exterior nutrem um profundo interesse em descobrir o que pode acontecer se porventura houver um impedimento do candidato.

Os relatórios elaborados pelo time de especialistas devem ficar prontos logo.

Jair Bolsonaro ainda se encontra internado no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista e sua recuperação tem sido consideravelmente lenta.

O candidato do PSL à Presidência da República levou uma facada na região do baixo abdômen no dia 6 de setembro, durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, estado de Minas Gerais e foi operado em caráter de urgência.

Depois disso, na terça-feira, dia 11 de setembro, ele necessitou passar por uma nova cirurgia, a segunda dele nesse caso. Antes disso, o estado de saúde dele já estava muito debilitado. Ele até tentou se sentar, porém ele não conseguiu.

Antes mesmo dessa segunda cirurgia, ele já apresentava indícios preocupantes de fraqueza. Em uma determinada situação, ele até tentou fazer a barba, entretanto não foi capaz. Ele foi então ajudado por um profissional.

Após ter recebido duras críticas por ter dados controversas e polêmicas declarações dizendo que a eleição “poderia até mesmo ser questionada”, o comandante do Exército brasileiro, o general Villas Bôas recebeu um excelente tratamento pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) durante a festa de posse de Dias Toffoli, que é o novo presidente da Corte, entrando no lugar então de Rosa Weber.

O general Villas Bôas permaneceu até o final da comemoração, tecendo um diálogo com alguns ministros, como Luiz Fux e Alexandre de Morais.

Estado de saúde de Bolsonaro

Os próximos dias serão fundamentais para o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), que teve que passa por uma nova cirurgia na quarta-feira, devido a um agravamento no seu estado de saúde. Como se sabe, ele recebeu uma facada na quinta-feira, na véspera do feriado da Independência, enquanto fazia um ato de campanha em Minas Gerais.

Ainda existem riscos de haver infecções e de novas aderências no intestino delgado dele depois dessa cirurgia mais recente, de acordo com cirurgiões e  infectologistas ouvidos pela equipe da Folha de São Paulo.

Dado que ocorreu um rompimento da sutura da cirurgia anterior, aconteceu vazamento de líquido intestinal na cavidade do abdômen. Mesmo com a aplicação de antibióticos, há o perigo de se formarem abscessos (pus), o que iria exigir a realização de uma nova cirurgia.

Do mesmo modo, podem acontecer novas aderências ou então torções das alças intestinais, parando o fluxo intestinal. Caso isso ocorra, é necessário operar novamente.

Com informações da Folhapress.

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Economia