Skip to content

Tomando antibiótico? Veja o que pode comer

Pacientes que precisam de tratamento contra doenças infecciosas, devem fazer o uso de antibióticos, que é o indicado para matar a flora bacteriana no organismo, sob recomendação e posologia do médico.

PUBLICIDADE

Os antibióticos podem causar efeitos colaterais no organismo, que é quando a ação do medicamento perturba as bactérias do bem, do microbioma essencial para o corpo.

Um dos órgãos mais afetados no corpo, ao receber o medicamento é o intestino. Esse, abriga trilhões de microorganismos a fim de auxiliarem na digestão e no sistema defensivo do organismo contra infecções.

O paciente pode apresentar náusea, diarreia, inchaço, indigestão, dor abdominal e perda de apetite. Devido a esses desconfortos, alguns alimentos ingeridos podem preveni-los.

O site de medicina especializada, Medical News Today, fez uma lista dos alimentos para se ingerir antes e depois do tratamento com antibióticos:

Probióticos e prebióticos

Os probióticos são as bactérias saudáveis, benéficas para o corpo, encontrados em leites fermentados, iogurtes e alguns medicamentos. Estas auxiliam no tratamento contra a diarreia causada pelo antibiótico, restaurando a flora do intestino.

PUBLICIDADE

E os prebióticos são alimentos que as bactérias saudáveis consomem, para continuarem atuando beneficamente no corpo, como a cebola, alho, banana, chicória, alcachofra, iogurte, cereais e pão.

Para identificar se um alimento possui ou não essas características, é só verificar o rótulo da embalagem onde virá escrito: galactooligossacarídeos, frutooligossacarídeos, oligofrutose, fibra de chicória e inulina.

Esses alimentos devem ser ingeridos de forma gradual, pois o excesso delas causa o efeito contrário, como inchaço abdominal e gases.

 

Fermentados, Fibra e Vitamina K

Os fermentados possuem a maior quantidade de bactérias benéficas, sendo eles: iogurtes, salame tradicional, alguns queijos e picles fresco, e alimentos da culinária oriental, como missô, tempeh e kimch.

Algumas dessas bactérias produzem a vitamina K, responsável pela coagulação do sangue, por isso deve-se fazer o consumo de: couve, espinafre, nabiça, acelga, salsinha, mostarda verde e couve de Bruxelas.

As fibras também devem ser consumidas ao final do uso dos antibióticos, sendo eles: alcachofra, banana, feijão, brócolis, lentilha, nozes, ervilha e grãos integrais.

Da mesma forma que esses alimentos auxiliam, existem os que atrapalham a flora intestinal, sendo: bebidas alcoólicas, a toranja, sucos de laranja industrializados com excesso de cálcio, causando mais náuseas, inchaço e dificuldade do organismo em absorver o remédio.

As medicações que não devem ser consumidas com álcool, são: o metronidazol e o tinidazol, que são usados para tratamentos de certos tipos de infecções. O consumo de bebidas alcoólicas devem ser de 48 a 72 horas após o uso de antibióticos e seus efeitos.

Os especialistas recomendam que o paciente não esqueça de tomar o medicamento nos horários corretos, e no tempo que eles determinaram, nenhum dia a mais ou a menos, pois pode comprometer a eficácia do princípio ativo no combate à bactéria.

Nenhum antibiótico deve ser consumido sem a prescrição de um médico, pois há riscos de intoxicação, alergia e o não tratamento da doença. E ainda deve ser ingerido com água, e não leite.