Beneficios

Saiba como tirar o ID Jovem e viajar de graça pelo país

2

Quem é um estudante ou mesmo alguém que já está atuando no mercado de trabalho, possui baixa renda e necessita ou deseja se deslocar para determinados lugares, sabe como as passagens de ônibus pesam bastante, devido ao seu alto valor.

Muitos nutrem o sonho de curtir a vida e viajar, mas não possuem os recursos financeiros suficientes para atingir esse objetivo. Mas, para a felicidade destas pessoas, o ID Jovem pode ser de grande ajuda nesse sentido.

O que é o ID Jovem?

A chamada Identidade Jovem ou simplesmente mais conhecida como ID Jovem, é um programa do governo brasileiro que possibilita às pessoas jovens, com idade entre 15 e 29 anos de idade tenham o direito a vagas gratuitas – ou então com um bom desconto – no transporte coletivo interestadual ao redor do país.

Além disso, essas pessoas jovens também podem pagar meia-entrada em vários eventos artísticos, culturais e esportivos. Caso assim deseje, a pessoa pode ir a eventos como o Lollapalooza, Rock in Rio, por exemplo, eles aceitam conceder descontos para pessoas com a ID Jovem.

O direito, instituído pelo Estatuto da Juventude, assegura que haja duas vagas gratuitas disponibilizadas para os jovens em cada veículo de transporte interestadual.

Depois do preenchimento destas, há ainda mais duas vagas com um desconto de 50%, proporcionadas para os passageiros que detém a ID Jovem.

De acordo com dados fornecidos pela Secretaria Nacional da Juventude, algo em torno de 15,6 milhões de jovens são potenciais beneficiários do programa.

Desde setembro de 2017, quando a ID Jovem começou a ser implementada, foram realizados quase 279 mil cadastros. Em junho, eram por volta 200 mil cartões ativos.

Esse benefício de transporte vale tanto para ônibus, quanto para trem e embarcações. Ele deve ser necessariamente interestadual. Ele não é válido entre municípios e nem dentro do município.

A reserva de assentos para pessoas jovens tem validade para até 3 horas antes da partida do veículo. Mais detalhes a respeito das regras estão contidos no Decreto 8.537/2015.

A renda familiar mensal deve ser de até 2 salários mínimos e a pessoa precisa estar inscrita no CadÚnico do Governo Federal e suas respectivas informações estarem devidamente atualizadas, há pelo menos 24 meses.

Caso o jovem ainda não esteja inscrito no CadÚnico ou queira atualizar os seus dados, ele deve procurar o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social ou então o setor responsável pelo CadÚnico da cidade onde reside.

É preciso ainda ter em mãos o número do NIS (Número de Identificação Social).

Caso se encaixe nos requisitos definidos pelo programa, o cartão ID Jovem deverá ser gerado depois da inclusão e da validação dos dados pessoais ou ainda pelo aplicativo para smartphones ou então através do site do ID Jovem.

  • Através do site: A pessoa deve acessar o endereço do referido programa e fornecer os seus dados. Depois que o cartão virtual for gerado, ele deve ser salvo como uma imagem e então ser impresso.
  • Através do aplicativo: tudo o que precisa é baixar o aplicativo. Assim que a instalação for feita, o cartão será gerado e ficará salvo no próprio aplicativo.
Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

2 comments

  1. ÒTIMA INFORMAÇÃO

    1. Obrigada, Deuzeni!Que bom que essa informação foi útil.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Beneficios