Skip to content

MEC prorroga para dia 14/09 o encerramento de prazo da lista de espera do FIES

set 13, 2018

O MEC (Ministério da Educação e Cultura) prorrogou para essa sexta-feira, 14 de setembro o encerramento do prazo para os alunos pré-selecionados na lista de espera do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) apresentarem os dados requeridos para a contratação do financiamento.

A priori, o prazo acabaria no último dia 9 de setembro. A lista de espera é valida para os alunos que fizeram a inscrição no Fies do segundo semestre e não foram aprovados no processo regular. De acordo com MEC, o objetivo da prorrogação é “aumentar as oportunidades de financiamento para os alunos”.

De acordo com as regras do Fies, as pessoas constantes na lista dos pré-selecionados precisa acessar o Sistema Informatizado do Fies -FiesSeleção- e complementar a inscrição dentro de um prazo de cinco dias úteis, a partir da respectiva divulgação do resultado no sistema.

PUBLICIDADE

Os nomes dos pré-selecionados foram divulgados progressivamente, desde o dia 6 de agosto. Nesta sexta-feira, 14 de setembro, encerram os últimos prazos para os alunos complementarem as suas inscrições.

Depois de finalizar o procedimento no sistema, o candidato precisará validar as informações fornecidas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em um prazo máximo de cinco dias.

O Fies proporciona financiamento a alunos em cursos de nível superior de instituições privadas que são detentoras de avaliação positiva pelo Ministério da Educação. Pode concorrer aquele quem já tenha efetuado uma das edições do Enem a partir do ano de 2010, que tenha apresentado uma média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de 0 na redação.

PUBLICIDADE

O novo Fies tem categorias em consonância com a renda familiar. A modalidade Fies contém juro zero para os candidatos com uma renda mensal familiar per capita de no máximo três salários mínimos. Nessa situação, o financiamento mínimo é metade do curso, enquanto o limite máximo semestral é de R$ 42 mil. A lista de espera é válida para esta modalidade.

A modalidade chamada de P-Fies é voltada a candidatos cuja renda familiar per capita é de três a cinco salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é realizado por condições determinado pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco iniciativa privada ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. O P-Fies não possui lista de espera.

Como funciona o FIES?

O FIES é um programa do governo federal criado em 1999 como uma forma de substituir o chamado Programa de Crédito Educativo-PCE/CREDUC. Ele é voltado para o financiamento de cursos do ensino superior de estudantes que não possuem condições financeiras de bancar os custos de uma universidade.

Desde 2010, o programa começou a vigorar em um novo formato. A partir daquele momento, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é o novo Agente Operador do Programa e os juros reduziram para 3,4% ao ano. Ademais, o financiamento poderá ser requerido em qualquer época do ano.

Podem participar todos os estudantes que estiverem matriculados de forma regular em instituições de ensino superior particulares que estejam cadastradas no FIES e tenham avaliação positiva nos processos realizados pelo MEC.