Skip to content

INSS pagará cerca de R$1,7 bilhão de atrasados

jul 29, 2020

O Instituto Nacional do Seguro Social – INSS já se prepara para realizar o pagamento do 7º lote de valores atrasados. A ideia é de que sejam pagos cerca de R$1,7 bilhão no próximo mês, beneficiando uma grande quantidade de pensionistas e aposentados.

O prazo dado pelo INSS para a realização do pagamento ficou entre os últimos dias do mês de julho e 31 de agosto. Assim, no próximo mês, o órgão espera zerar a fila de pagamentos deste lote, para dar continuidade ao pagamento dos outros.

No total, o INSS pretende pagar doze lote, apenas com valores atrasados, que não foram pagos aos segurados no momento adequado.

PUBLICIDADE

Quem tem direito

Quem já trabalhou com carteira assinada ou contribuiu em algum momento para o INSS pode ter direito a receber algum valor. A quantia que será paga tem como base benefícios, aposentadorias, pensões ou outros, não pagos no momento adequado.

O INSS espera alcançar com o pagamento cerca de 103 mil segurados.

PUBLICIDADE

Beneficiários de auxilio doença, pensões, aposentadorias revistas e outros, são alguns dos possíveis beneficiários.

Se o beneficiário já tiver falecido, recomenda-se que os herdeiros procurem o advogado que o representava, para poder levantar o dinheiro.

Como será feito o pagamento

Como os valores são pequenos, cerca de R$1,3 bilhão será pago pelo órgão via requisições de pequeno valor (RPVs), as quais tem limite máximo de transferência de sessenta salários mínimos.

Valores

Segundo se apurou, algumas pessoas podem ter até R$63,00 para receber. Os valores são limitados pela forma de pagamento adotada.

Como saber se tenho direito

A primeira opção, caso você não tenha seu numero de processo, é entrar em contato com Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que são os bancos responsáveis por realizarem os pagamentos dos atrasados.

A outra opção é acessar o site do Tribunal Regional Federal da região onde você mora e procurar por “Precatórios/RPV. Ali você vai encontrar um local para consulta e poderá realizar uma pesquisa.

Para consultar, é importante que você tenha em mãos o seu CPF e o número da ação processual.