Skip to content

Auxílio Emergencial: Bolsonaro bate o martelo e define prorrogação do benefício; detalhes são revelados

Desde que foi implementado, o auxílio emergencial está sendo de grande ajuda para os brasileiros. Nos últimos dias, muitas pessoas estavam preocupadas com o que iria acontecer com o pagamento do benefício depois do mês de agosto, isso porque a última parcela do mesmo seria paga nesse mês.

PUBLICIDADE

Mas, nesta tarde de sexta-feira, 21 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que o benefício será prorrogado até o último mês do ano, ou seja, o programa do auxílio emergencial terá continuidade até o mês de dezembro de 2020.

Ao ser questionado sobre o auxílio, Bolsonaro revelou que o programa não será nem poderia ser definitivo. O presidente também contou para uma plateia que o benefício está sendo prorrogado pela segunda vez e agora vai continuar até o mês de dezembro. O político informou que, até o momento, ele não sabe qual será o valor das próximas parcelas.

Vale lembrar que, em outra entrevista, Bolsonaro revelou que estava a procura de um “meio termo” e estudava valores de parcelas mensais entre R$ 200 e R$ 600.

O presidente revelou que cada pagamento atual do programa tem um gasto de cerca de R$ 50 bilhões mensais, e, devido a esse custo ser tão alto, não será mais possível que as parcelas sejam do valor de R$ 600.

Bolsonaro também conta que está fazendo o possível para continuar com o auxílio mas que a população precisa entender que esse programa não vai ser eterno. Até o momento, os novos valores não foram revelados, mas é possível que até o final do mês já se tenha alguma declaração pública sobre o assunto.

PUBLICIDADE