Skip to content

Saiba como solicitar seu bilhete único

O bilhete único é um sistema eletrônico que unifica toda a bilhetagem dos meios de transportes, oferecendo benefícios aos usuários como descontos ou isenções nas tarifas.

PUBLICIDADE

Ele pode ser requerido e usado por qualquer cidadão, permitindo quatro viagens em três horas, podendo ser utilizado em ônibus, micro-ônibus, trens do Metrô e da CPTM (estado de São Paulo), e em terminais e estações de transferência do Expresso Tiradentes.

Como obter o primeiro Bilhete único

Se você é estudante, deve pedir à escola que envie seus dados para a SPTrans. Em seguida, solicite ou renove a Carteira de Identificação Estudantil: http://estudante.sptrans.com.br/.

Podem utilizar estudantes e professores do ensino fundamental, médio, superior, técnico e profissionalizante, por meio de confirmação da matrícula na Instituição.

Para idosos de 60 anos ou mais, basta enviar os documentos pelos Correios, para a Caixa Postal 77075 – CEP: 01014-970, que podem ser cópias simples de (com foto): RG, CNH, CPF, comprovante de residência, uma foto 3×4 recente e telefones para contato.

Pessoas com deficiência também podem utilizar o benefício, bem como gestantes e obesos.

PUBLICIDADE

Para os funcionários de empresas, é só acessar a aba designada para preenchimento dos dados da instituição e nome dos empregados: http://bilheteunico.sptrans.com.br/vt.aspx.

A recarga do Bilhete pode ser feita pela internet na página do sistema http://bilheteunico.sptrans.com.br/recarga.aspx, emitindo o boleto para a compra de créditos. Para estudantes e professores, basta acessar a área do Canal do Estudante.

 

 

Na loja física, são dois endereços disponíveis para fazer a recarga, na Augusta e Santa Cecília em São Paulo. Nela, o empregador deve apresentar o pedido de compra de créditos, pagando-os em dinheiro e carregando os cartões de seus funcionários.

Nos postos de venda, como bancas de jornal, farmácias e padarias, você pode desbloquear os cartões, fazer a emissão de segunda via e pedir restituição do crédito.

Solução urbana de transportes integrados

São 8,5 milhões de cartões expedidos pela SPTrans até 2006, com frota de 15.000 ônibus e média de 7,3 milhões de viagens, fazendo-a ser a 2ª maior solução de bilhetagem eletrônica do mundo, atrás da Octopus de Hong Kong.

A primeira vez que o Bilhete único foi mencionado, foi no ano de 1992, quando Eduardo Suplicy candidato a prefeito na época, estabeleceu como uma de suas propostas de governo.

O projeto saiu do papel e virou realidade somente em 18 de maio de   2004, durante o governo da ex-prefeita Marta Suplicy.

No estado do Ceará, na capital Fortaleza, o bilhete único foi implantado somente para ônibus, em 2013.

No ano de 2014, estendeu-se para ônibus e vans, e em 2016, para toda a região Metropolitana da capital, atendendo as cidades de Caucaia, Maranguape, Pacatuba, Aquiraz e outras 19 cidades.

No ano de 2017, foi lançado na região metropolitana de Cariri, expandindo para Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha, implementado pelo Detran, com investimento de 6,5 milhões de reais ao ano, atendendo a 42 mil pessoas ao dia.

O Rio de Janeiro, Niterói, Araruama e Petrópolis também adotaram ao sistema.