Skip to content
PUBLICIDADE

Entrevistada, Flordelis afirma que quem mandou matar Anderson foi sua filha; ela citou abuso e assédio

PUBLICIDADE

A deputada federal e pastora, Flordelis, foi convidada para participar do programa ‘Conversa com Bial’. A vida de Flordelis está um caos, desde que a polícia a considera a principal mandante da morte de seu marido e pastor, Anderson do Carmo.

E surpreendentemente, a pastora afirmou que a mandante do crime foi sua própria filha, Simone.

Anderson foi morto a tiros em meados de junho de 2019, na garagem de sua própria casa. De acordo com o Ministério Público, a mandante de todo o crime é Flordelis. Porém, ela não pode ser presa devido a sua imunidade parlamentar.

PUBLICIDADE

A pastora sempre negou o envolvimento. Ela e mais dez pessoas, a maioria de sua família, são acusadas de ter cometido e planejado o crime.

Entrevistada, Flordelis afirmou que Simone estava doente e que frequentemente era vítima de abuso íntimo por parte de Anderson.

PUBLICIDADE

Flordelis disse que a filha estava com câncer e que precisava carregar tudo sozinha, os assédios, os abusos. Contudo, ela ressalta que não está defendendo Simone, pois não concorda que as coisas devem se resolver na morte.

Simone é uma das filhas acusadas que estariam envolvidas no assassinato do pastor. Além dela, Flávio, Lucas, Marzy, Adriano, André e Carlos, e a neta, Rayane, também sofrem acusações e estão presos.

Simone não chegou a confessar o crime, mas admitiu que não aguentava mais as ‘investidas’ de Anderson e que sabia do plano.

PUBLICIDADE