Tecnologia

5 grandes mitos sobre o Twitter – parte 2

0

O Twitter é uma das maiores e mais populares redes sociais do mundo. Surgiu dois anos depois do Twitter, tendo um crescimento tímido inicialmente e algum tempo depois simplesmente “estourou”.

A partir do momento em que o Twitter se tornou uma rede social importante e poderosa, empresas e pessoas, mas sobretudo as empresas, autoridades e celebridades tiveram que tomar mais cuidado.

Mito número 3: “Trump quebrou as regras do Twitter”

As regras do Twitter impedem conduta agressiva e ameaças violentas. Então, sempre que Trump twita algo que parece ser uma ameaça – como quando ele atacou o presidente do Irã em julho – há uma chamada viral para bani-lo da plataforma por quebrar as regras. GQ argumentou que a conta de Trump está “recheada de violações”. Uma petição da Change.org que está fazendo lobby para que a conta do presidente seja banida já conta com mais de 15.000 assinaturas.

Há somente um problema: várias brechas protegem a conta de Trump de entrar em conflito com as políticas do Twitter. O mais importante é uma exceção para “entidades militares e governamentais”.

Como a empresa explicou em um post de janeiro, “bloquear um líder mundial do Twitter ou remover seus controversos Tweets esconderia informações importantes que as pessoas deveriam poder ver e debater”.

(Ainda assim, Dorsey falou ao BuzzFeed em uma entrevista recente que as brechas podem não ser implementadas caso Trump use sua conta para se envolver em comportamento de quebrar regras em relação a cidadãos particulares).

Mito número 4: “A conta de Trump é seguida por um número suspeito de bots”

“A conta conquistou mais de 5 milhões de seguidores em menos de três dias. Principalmente bots. Ele está se preparando para algo ”, twittou @ th3j35t3r em 2017.

Essa mensagem ganhou mais de 10 mil retweets antes de ser deletada, produzindo um boato sem fundamento que se difundiu pelo Twitter e além: Hillary Clinton pareceu citá-la na época para suscitar questões a respeito do que estava acontecendo com a conta do presidente.

Durante uma entrevista com a Recode, ela se referiu a “novas informações sobre a conta do Twitter de Trump sendo preenchida por milhões de bots”.

O Washington Post e outros desmistificaram o boato: Trump não conseguiu mais de 5 milhões de seguidores em menos de três dias, como o tweet declarou, e nem chegou próximo disso. Os seguidores que ele obteve não eram sobretudo bots.

No entanto, o mito não vai morrer. Como Philip Bump notou recentemente, quando ressurgiu em outro tweet viral, há muitas explicações para as novas contas sem rosto que parecem seguir Trump em massa, incluindo o fato de que o Twitter recomenda contas populares para novos usuários – entre eles, Trump.

E enquanto Trump pode possuir um número expressivo de bot ou suspeitos de seguidores de bot, os dados indicam que não é pior do que para outros políticos proeminentes.

Quando o Twitter recentemente excluiu contas suspeitas ou automatizadas do site, Trump perdeu 300 mil seguidores, ou cerca 0,58% de seu total. O ex-presidente Barack Obama perdeu cerca de 2% de seus seguidores no expurgo, o que corresponde a mais de 2 milhões de contas.

Mito número 5: “O Twitter é a voz do povo”

Eventualmente, os feeds do Twitter podem parecer gratuitos, em que todo mundo busca falar ao mesmo tempo. Por conta disso, há uma propensão a confundir a torrente de informações como algo representativo, que é como você obtém todas as manchetes a respeito que a “Internet” está pensando ou sentindo.

Entretanto, o Twitter não representa a maioria da opinião pública. Além disso, é necessário pensar que existe toda uma segmentação da plataforma, usada mais frequentemente por certos grupos sociais em detrimento de outros.

 

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Tecnologia