Sociedade

Filho de 30 anos processado pelos pais, deixa sua casa nos Estados Unidos

0
michael rotondo deixa a casa dos pais

Um caso que foi parar na justiça americana que vem sendo bem discutido na internet, afinal é no mínimo curioso, teve o seu desfecho nesta semana. Entenda:

Nos EUA um casal precisou acionar a justiça para que o seu filho de 30 anos pudesse sair de casa. O casal Christina e Mark Rotondo, entrou com um processo contra o filho Michael Rotonto, para que ele saísse de casa, pois não os ajudava financeiramente e nem nas tarefas domésticas, tão pouco estava “se mexendo” para tomar um rumo na vida.

A atitude do casal veio após enviarem cinco ordens de despejo ao filho, a qual ignorou todas e continuou fazendo uso da casa, como se nada tivesse acontecido. Os pais de Michael inclusive haviam oferecido ajuda financeira para que ele pudesse se mudar, onde ele veio a recusar.

Porém na última semana, o juiz do caso, Donald Greenwod, decretou uma ordem de despejo para o adulto. Segundo ele, os argumentos de Michael na audiência eram sem relevância alguma, inclusive não faziam sentido algum. O adulto se recusou a utilizar um advogado e fez sua própria defesa no processo, onde relatou ao juiz que o que não fazia sentido era a ordem de despejo de seus pais.

Cartas de despejo

Em uma das cartas de despejo do casal Rotondo, o pai cita que havia discutido o assunto com a mãe e decidido que ele deveria deixar a casa imediatamente. Após as cinco cartas enviadas para o filho a partir de 2 de fevereiro deste ano de 2018, Michael Rotondo argumentou que até maio não teve tempo suficiente para organizar suas coisas e realizar a sua mudança.

Diante do juiz e quando indagado sobre o caso, o período que ele considerava mais razoável para deixar a casa era de pelo menos seis meses.

Mesmo após as cartas de despejo, a situação continuou a mesma, o que levou o casal Christina e Mark Rotondo a entrarem com uma ação na Suprema Corte do Condado de Onondaga, no estado de Nova York. Esta foi a instrução e única opção para obrigar o filho do casal a efetuar a mudança.

O casal citou que ofereceu a quantia de US$ 1,1 mil para que ele pudesse fazer a sua mudança. Michael porém, além de não se mudar, ainda gastou a quantia em outra coisa. Diante do juiz ele admitiu o recebimento do dinheiro e também admitiu que não ajudava nas tarefas domésticas.

Tudo o que foi argumentado durante a audiência não convenceu o juiz de uma decisão contrária ao casal, decretando por fim a ordem de despejo.

Deixando a casa dos pais

Duas horas antes do prazo dado pelo juiz Donald Greenwod, finalmente o homem de 30 anos acabou juntando as suas coisas e deixando o “ninho”. A mudança ocorreu nesta última sexta feira, dia 01 de junho, último dia da decisão judicial que foi favorável ao casal Rotondo.

Relação com os pais

Após a discussão em audiência com os pais, Michael disse aos repórteres que esperavam fora do tribunal, que irá recorrer contra a decisão. Ele também informou que a relação com seus pais tornou tensa nos últimos meses, e que não havia mais comunicação entre eles.

Quando foi indagado sobre ter um emprego, Michael disse que trabalhava, porém não deu detalhes dos seus afazeres, citando que seus negócios eram particulares.

Wes
Atualmente estudando Engenharia de Software já fui também estudante de Jornalismo. Interessado nas áreas de literatura, cinema, fotografia, programação, banco de dados e afins. Já escrevi alguns artigos para revistas eletrônicas.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Sociedade