Skip to content

Netanyahu diz que vai se encontrar com Putin em breve sobre a coordenação de segurança na Síria

(Por REUTERS) O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse no domingo que se encontrará com o presidente russo, Vladimir Putin, em breve, para discutir a coordenação de segurança sobre a Síria, em meio a atritos com Moscou por causa das operações aéreas israelenses.

PUBLICIDADE
Reprodução/Euronews

Netanyahu fez o anúncio em uma reunião de gabinete, sem citar uma data específica para as negociações com Putin.

A Rússia disse na terça-feira que atualizou as defesas aéreas da Síria com o sistema de mísseis S-300, depois de acusar Israel de responsabilidade indireta pela derrubada de um avião espião russo pelas forças sírias quando atacaram aviões israelenses no mês passado.

Autoridades israelenses disseram que o novo sistema pode ser derrotado por caças furtivos de Israel e possivelmente destruído no solo, e eles prometeram continuar com os esforços para impedir o entrincheiramento militar do Irã, arqui-inimigo, na Síria.

Mas desde que o avião russo foi abatido, não houve relatos de ataques aéreos israelenses na Síria.

A aparente pausa aumentou a especulação na mídia israelense de que Israel estava se retendo a pedido da Rússia ou pausou os ataques por causa da preocupação de que eles alimentariam as tensões com Moscou – principal patrocinador militar do governo de Damasco.

PUBLICIDADE

Netanyahu disse que falou por telefone com Putin “e nós concordamos em nos reunir em breve para continuar a importante coordenação de segurança entre nossas forças armadas”.

“Israel vai agir constantemente para evitar que o Irã se fortaleça militarmente na Síria e transfira armas mortais para o Hezbollah no Líbano”, disse ele, referindo-se ao grupo muçulmano xiita libanês aliado ao presidente sírio, Bashar al-Assad.

Mais da Rússia

Os letões insatisfeitos rejeitaram a coalizão de centro-direita na eleição parlamentar de sábado, mas a suspeita do partido de esquerda pró-Rússia torna provável que o próximo governo seja outra formação de partidos étnicos da Letônia à direita.

O resultado significa uma confirmação do papel da União Europeia e do membro da OTAN como um baluarte contra a Rússia na relação cada vez mais hostil entre o Ocidente e o Presidente Vladimir Putin.

Os letões, fartos de corrupção e democracia fraca no país báltico de 2 milhões, puniram a coalizão governista de três partidos, que perdeu quase a metade de seus votos, principalmente para dois recém-chegados.

O populista KPV LV e o New Conservatives anticorrupção ganharam 14,1 e 13,6%, respectivamente, para se tornar o segundo e terceiro maiores partidos.

 

“Nossos eleitores querem uma mudança da velha política pós-soviética que tem sido muito poderosa até agora”, disse Janis Bordans, líder dos Novos Conservadores. “Eles querem ter uma Letônia estável, mas uma que não estagne”.

Os Novos Conservadores, cuja liderança conta com vários ex-oficiais da agência anticorrupção do país, querem reforçar a aplicação da lei e livrar-se de um número de funcionários atuais que, segundo eles, são corruptos.

Bordans disse que gostaria de ser o novo primeiro-ministro.

“Se contarmos Harmony, é lógico que assumamos a responsabilidade. Temos que estar prontos para isso e é muito realista ”, disse ele.

O partido pró-Rússia Harmony, que é apoiado por russos étnicos que compõem um quarto da população, recebeu 19,9% dos votos, mas achará quase impossível fazer parte de qualquer governo.

A divisão étnica é forte na política da Letônia e outros partidos sempre excluíram a harmonia do governo. O país tentou se redescobrir como um partido social democrata de estilo ocidental, mas rompeu relações oficiais com o partido Rússia Unida de Putin apenas no ano passado.

“Eu não acho que esta é uma eleição que quebra a norma. Ele carrega na tradição que temos visto na Letônia que um quarto dos assentos vão para o partido de língua russa ”, disse Daunis Auers, professor de política comparativa na Universidade da Letônia, acrescentando que outros partidos não teriam nenhum problema em excluir Harmonia. .