Politica

Eleições 2018: saiba quem são os candidatos à presidência e as coligações partidárias

2

Ontem, domingo, dia 05 de agosto, terminou o prazo para as convenções dos partidos. Dessas convenções, 14 partidos aprovaram candidatos para a disputa da Presidência da República.

Contudo, esse número deve diminuir para 13, pois o PCdoB tomou a decisão de adentrar na coligação dirigida pelo PT e não vai registrar a candidatura de Manuela D’Ávila. Vale ressaltar que o prazo para o respectivo registro dos candidatos junto à Justiça Eleitoral vai até o dia 15 de agosto.

Apesar da chapa ser registrada pelo PT tendo o ex-presidente Lula como candidato à Presidência e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como vice-presidente, um acordo efetuado com o PCdoB prescreve que a deputada estadual Manuela D’Ávila (RS) ocupe, em um futuro posterior, o cargo de vice.

O ex-presidente Lula está preso desde o mês de abril em Curitiba, após ter sido condenado em 2ª instância para cumprir a sentença de 12 anos e 1 mês de corrupção pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, coisa que, segundo a Lei de Ficha Limpa, faz com que ele seja inelegível, o que tanto Lula, como o PT contestam. A questão precisa ser solucionada pelo TSE e somente será julgada após o registro oficial, que acontece até o dia 15 de agosto.

O deputado federal Jair Bolsonaro deixou o PSC em janeiro e depois de filiou ao PSL. Atualmente ele é réu em ação penal no Supremo Tribunal Federal pelo crime de apologia ao estupro e injúria, após afirmar que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT) porque “ela não merece”.

Ciro Gomes foi ministro da Fazenda entre setembro de 1994 e janeiro de 1995, no fim do governo de Itamar Franco e começo  do governo de Fernando Henrique Cardoso. Foi igualmente ministro da Integração Nacional entre janeiro de 2003 e março de 2006, no primeiro mandato de Lula.

Guilherme Boulos é coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Essa é a sua primeira disputa pela presidência. Antes de ter se tornado líder do MTST, ele foi militante estudantil na UJC e é formado em filosofia pela USP.

Geraldo Alckmin é médico de formação, foi prefeito de Pindamonhangaba, deputado estadual, deputado federal. Governou São Paulo após a morte de Mário Covas e em 2010 elegeu-se novamente para governador de São Paulo.

Entre os 35 partidos existentes nos dias atuais, apenas o Partido da Mulher Brasileira (PMB) não tinha divulgado qual candidato apoiaria.

Observe adiante quais são os candidatos à presidência da República, seus respectivos vices e as coligações partidárias.

  • Álvaro Dias (Podemos) – Vice: Paulo Rabello de Castro (PSC). Partidos da coligação: Podemos, PSC, PRP, PTC.
  • Cabo Daciolo (Patriota) – Vice: Suelene Balduíno Nascimento (Patriota). Partidos da Coligação: Patriota.
  • Ciro Gomes (PDT) – Vice: Kátia Abreu (PDT). Partidos da Coligação: PDT, Avante.
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – Vice: Ana Amélia (PP). Partidos da coligação: PSDB, PP, PTB, PSD, SD, PRB, DEM, PPS, PR.
  • Guilherme Boulos (PSOL) – Vice: Sônia Guajajara (PSOL). Partidos da coligação: PSOL, PCB.
  • Henrique Meirelles (MDB) – Vice: Germano Rigotto. Partidos da coligação: MDB, PHS.
  • Jair Bolsonaro (PSL) – Vice: Hamilton Mourão (PRTB). Partidos da coligação: PSL, PRTB.
  • João Amoedo (Novo) – Vice: Christian Lohbauer (Novo). Partidos da coligação: Novo.
  • João Goulart Filho (PPL) – Vice: Léo Alves (PPL). Partidos da coligação: PPL.
  • José Maria Eymael (DC) – Vice: Hélvio Costa (DC). Partidos da coligação: DC.
  • Marina Silva (Rede) – Vice: Eduardo Jorge (PV). Partidos da coligação: Rede, PV.
  • Vera Lúcia (PSTU) – Vice: Hertz Dias (PSTU). Partidos da coligação: PSTU.
  • Luis Inácio Lula da Silva (PT) – Vice: Fernando Haddad. Partidos da coligação: PT, PROS. Observação: Por hora, Haddad está como vice de Lula. Depois que a Justiça Eleitorral soltar seu parecer sobre a candidatura de Lula, Manuela D’Ávila pode se transformar em vice-dele.

 

 

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

2 comments

  1. Senhores
    Esta lista de candidatos está incorreta.
    Corrija por favor porque se não poderá haver impugnação nas urnas.

    Grato
    Takuo Okada

    1. Takuo, obrigada por comentar.
      A lista está correta. Contudo, se for verificar a data da publicação, a mesmo foi divulgada há algum tempo atrás, quando ainda estavam ocorrendo as primeiras convenções partidárias estavam acontecendo. Com o passar do tempo, houve mais convenções e alterações em algumas já existentes na época.
      Em breve publicaremos outra atualizada.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Politica