Notícias

Dispositivo explosivo é enviado para Obama e a família Clinton

0

Um pacote extremamente suspeito foi enviado para o escritório do ex-presidente Barack Obama.

Isso ocorreu logo após 2 dias de uma bomba ter sido mandada para o filantropo George Soros em sua residência, que fica localizada no subúrbio da cidade de Nova York.

Bill Clinton já foi presidente dos Estados Unidos e Hillary Clinton foi candidata à presidência dos Estados Unidos em 2016, onde concorreu com Donald Trump.

De acordo com informações de equipes do New York Times, o primeiro dispositivo foi encontrado por um técnico que efetuou uma análise do pacote enviado para a casa dos Clintons em Chappaqua, Nova York, que fica aproximadamente a 65 km ao norte da cidade.

Ainda não se sabe exatamente onde os pacotes suspeitos foram encontrados. Ainda estão sendo feitas maiores investigações a respeito do ocorrido.

Mais sobre Hillary Clinton

Hillary Clinton foi a oponente de Donald Trump nas eleições de 2016 e esse ano fez duras críticas a Trump por causa do encontro que ele teve com Vladimir Putin, o atual chefe de Estado da Rússia.

Em uma declaração ela disse o seguinte: “Quase ninguém que acredite de fato na liberdade se dá bem [com o líder russo Putin]), em uma entrevista para o canal CNN, em um festival na cidade de Nova York.

“Donald Trump quer ter a amizade de Putin por motivos que ainda não sabemos quais”, falou ela.

Hillary Clinton disse, ainda, que “não é nem um pouco surpreendente” que ela e Putin “não iam se dar bem” se porventura a democrata tivesse ganho de Trump nas eleições de 2016. Ela também reforçou a sua crença na teoria de interferência russa naquela eleição, o que considerou como “um atentado direto à democracia”.

A estadunidense falou que os Estados Unidos “ainda estão vulneráveis” a possíveis ataques cibernéticos no decorrer das eleições. Clinton falou que  encontrou especialistas do Vale do Silício que estão com medo de uma nova interferência, até mesmo com a possibilidade de haver “desligamento dos servidores para os quais os resultados são mandados”.

Contudo, Trump retrocedeu alguns passos depois de receber diversas críticas. Durante o diálogo com alguns jornalistas na Casa Branca, o presidente norte-americano declarou que não tinha se expressado muito bem e que, na realidade, queria na verdade dizer que “não tinha razão para a Rússia não ter alguma parcela de culpa nisso”, e não o oposto.

Logo em seguida, Trump chegou a falar que acredita que  Putin fosse”responsável” pela interferência. O presidente dos Estados Unidos ainda convidou o chefe de Estado da Rússia para um novo encontro, desta vez na cidade de Washington, capital do país norte-americano.

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Notícias