Skip to content

Saiba como e por que você deve descartar o óleo de cozinha usado

set 22, 2018

O óleo de cozinha não tem, como outros tipos de produtos, a chance de voltar a ser o que era antes depois de ser usado e tampouco pode ser jogado fora em qualquer lugar. Inúmeras pessoas jogam fora o óleo de cozinha do jeito errado e com isso terminar por poluir vários litros de água.

O óleo de cozinha é reciclável, contudo, como já citado, ele pode ser descartado em qualquer local, de qualquer maneira. É imprescindível utilizar recipientes apropriados e descarta-los nos locais certos, a fim de que ele não contamine o meio ambiente. Ele ainda pode ser reaproveitado para outras atividades e ser útil novamente.

No que consiste o óleo de cozinha?

O óleo de cozinha é uma substância que recebe o nome de lipídeos, ou seja, é um tipo de “gordura” e, como se sabe, ele não se mistura com a água.

A sua distinção para a gordura tradicional é que a gordura comum é encontrada no estado sólido, enquanto que o óleo de cozinha se encontra no estado líquido.

Nenhum tipo de óleo, seja qual ele for, pode ser lançado fora em pias, ralos, bueiros e coisas do gênero, pois eles se tornem um empecilho ao fluxo de água que caminha pelo encanamento e também polui a água, tendo grandes probabilidades também de prejudicar os animais que habitam dentro da água.

Mesmo que aquele óleo que você jogou nas pias não tenha entupido nada no interior dos encanamentos, ele pode atingir redes que efetuam a distribuição de água e às redes de esgoto doméstico.

O óleo pode perfeitamente avacalhar o fluxo de rede de esgoto doméstica e provocar diversos danos, obstruindo e causando um fluxo da rede de esgoto e pode até mesmo retroceder e afetar outras casas.

Se a água ou esgoto que foram poluídos pelo óleo não passarem pelos processos e tratamentos necessários, o óleo existente no esgoto vai terminar poluindo e afetando negativamente a rede hídrica.

As redes de esgoto possuem m nível, um determinado limite de quantia de óleo que pode ser lançado dentro da rede de esgoto e quando esse limite é extrapolado, ele não pode mais ser redirecionado ou tratado e contamina a água. O x da questão é que o óleo reduz a quantidade de oxigênio da água, o que pode fazer mal aos animais que habitam no meio aquático.

Realizando a destinação correta do óleo de cozinha

Uma coisa que você pode fazer para reverter essa situação toda é, antes de tudo, reduzir ao máximo a quantia de óleo que você utiliza para preparar as suas refeições.

Além de ser mais saudável, é também muito mais ecológico. Todo o óleo pode ser reutilizado para cozinhar de novo e e quando isso não dá mais, você pode guardá-lo em um recipiente bem fechado.

Quando você juntar uma quantidade razoável de óleo, você pode ir atrás de alguma ONG, empresa ou qualquer outro estabelecimento que possua um ponto de coleta de óleo e levar seus recipientes contendo óleo para descartá-los lá.

Você pode guardar o óleo em garrafas do tipo PET ou em outros recipientes. Nunca jogue o óleo fora em pias, ralos, bueiros, valas e terrenos ou qualquer outro lugar.

O óleo o potencial de poluir e contaminar uma quantidade imensa de água. Efetue uma separação seletiva e diferenciada desse produto. Com certeza há na sua cidade alguém que trabalhe com coleta seletiva e possa descartar o óleo do modo correto.

O óleo de cozinha não obrigatoriamente precisa ser jogado fora e  ficar sem utilidade. Ele pode ser usado para fazer sabão caseiro, que além de ser fácil de fazer, demanda muito pouca matéria-prima. Aliás, um dos materiais essenciais para a elaboração do sabão caseiro é qualquer modalidade de gordura.