Todo mundo sabe que no mundo do cinema em geral e sobretudo em Hollywood sempre ocorreu um certo menosprezo, um espécie de descaso com os filmes produzidos e/ou dirigidos por mulheres.

Pensando nisso, elaboramos para vocês uma lista com uma boa variedade de filmes dirigidos e/ou produzidos por mulheres para você assistir e apreciar.

A Teta Assustada (2009)

A Teta Assustada (2009) é um filme peruano dirigido por Cláudia Llosa. Ele ganhou o Festival de Cinema de Havana e o Urso de Ouro, ambos em 2009.

A narrativa se foca em Fausta, uma jovem mulher que, de acordo com o seu conjunto de crenças, é portadora de uma doença chamada “teta assustada”, transmitida pelo medo e sofrimento de mãe para filho por meio do leite materno, pois a sua mãe foi estuprada por terroristas em um período muito complicado no Peru na década de 1980. Fausta introduz uma batata na vagina na tentativa de se proteger de ser estuprada e vive fora do mundo, pois necessita encarar a morte de sua mãe e deseja enterrá-la em sua cidade natal, mas não tem recursos financeiros para isso.

Frida (2002)

Nascida nos Estados Unidos, Julie Taymor é a diretora do filme que conta a história da pintora mexicana Frida Kahlo, interpretada pela atriz Salma Hayek. O longa-metragem mostra o relacionamento de Frida com o seu marido Diego Rivera (Alfred Molina), que é um muralista e como ela compartilha suas ideias e opiniões políticas com ele.

As sufragistas (2015)

A britânica Sarah Gavron é a encarregada pela produção que narra a história das Sufragistas, mulheres que lutavam por igualdade e também pelo direito ao voto. O elenco da produção possui nomes como Carey Mulligan, Meryl Streep e Helena Bonham Carter.

Monster: desejo assassino (2003)

Patty Jenkins dirigiu Charlize Theron no filme Monster: Desejo Assassino, uma obra que conta a história de Aileen Carol Pittman, classificada como a primeira serial-killer dos Estados Unidos. O filme mostra como Aileen se tornou uma prostituta, matou pela primeira vez como legítima defesa por causa de um estupro e violência que sofreu e a partir daí deu início a uma série de assassinatos.

Precisamos falar sobre o Kevin (2011)

O filme narra a história de uma mãe (Tilda Swinton) que faz de tudo para criar e compreender seu filho que tem comportamentos estranhos. Lynne Ramsay dirigiu e escreveu o filme que se tornou cult e deu um impulso na carreira de Ezra Miller.

Mudbound: lágrimas sobre o Mississipi (2017)

Esse filme recebeu indicação em 4 categorias do Oscar 2018, Mudbound é dirigido por Dee Rees. O filme conta a história de dois jovens que voltam da Segunda Guerra – um homem negro e um homem branco – que necessitam enfrentar o racismo e o trauma da vida depois da guerra.

Os filhos da meia-noite (2012)

Deepa Mehta, que nasceu na Índia, dirige o filme de 2012, que narra a história de duas crianças que foram trocadas no nascimento, em uma época em que a Índia se declarou independente do Reino Unido. O longa está contido na Netflix.

Lady Bird (2017)

“Lady Bird” foi o nome que Christine deu a si mesma, como uma maneira de ressaltar a sua independência e autenticidade perante os pais e o mundo.

Ela deseja se tornar uma artista e viver em uma enorme cidade cosmopolita, mas mora em Sacramento, estuda em uma escola católica bem comum e nunca tirou boas notas.

Quando chega o momento de encaminhar seu currículo para as universidades, a carência de apoio de sua mãe a deixa imensamente brava, e o relacionamento relação entre elas – que já é muito delicado e complicado– chega a um ponto crítico.

Que Horas Ela Volta? (2015)

Val é a empregada residente na casa de uma família rica em São Paulo há mais de dez anos. Afastada da própria filha por causa do trabalho, ela tem ajudado a criar o filho dos patrões, mas precisa confrontar suas próprias escolhas quando sua filha vem à cidade para prestar vestibular.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here