Skip to content

Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro: gols, melhores momentos e detalhes da partida

Boca Juniors e Cruzeiro iniciaram nesta quarta-feira, 19/08/2018, o confronto eliminatório pelas quartas de final da Copa Libertadores. A partida, válida pelo confronto de ida, foi realizada no lendário estádio de La Bombonera, em Buenos Aires.

PUBLICIDADE

Esse jogo vinha atraindo a atenção de todos. Primeiro, porque são duas equipes históricas no continente. Segundo, porque os dois vêm em boa fase, o que prometia um jogo muito interessante. Terceiro, por fim, porque é sempre uma partida muito equilibrada quando os dois se enfrentam.

No primeiro tempo, parecia que as coisas iriam começar bem para o Cruzeiro. Apesar de estar jogando em casa, o Boca não conseguia impor pressão nem ultrapassar a defesa cruzeirense. Parecia que os mineiros estavam tranquilos e só esperando o momento certo para encaixar um bom contra-ataque.

Infelizmente para a equipe brasileira, o Boca foi crescendo na partida e cada vez mais achando espaços. Até que, em erro geral da defesa do Cruzeiro, Zárate acha Pérez completamente livre, que devolve para o mesmo Zárate abrir o placar: 1 a 0 para o time da casa.

No vestiário, Mano Menezes deve ter orientado muito bem a sua equipe e instruído corretamente para atacar as falhas do Boca. Isso porque os mineiros começaram com uma postura completamente distinta, impondo seu jogo e criando grandes chances. Acontece que, na hora de finalizar, acabavam pecando. Antes dos 10 minutos já haviam sido pelo menos duas grandes chances perdidas.

Em lance polêmico, o zagueiro Dedé é expulso aos 30 minutos do segundo tempo. Mesmo a utilização do VAR não foi suficiente para tirar a sensação de injustiça por parte dos jogadores e torcedores da equipe mineira.

PUBLICIDADE

Poucos minutos depois, o Boca soube se aproveitar da vantagem de um homem a mais. Pablo Pérez, aos 37 minutos amplia o marcador, fazendo 2 a 0 e definindo o jogo.

Com este placar, quem fica satisfeito é o time argentino, que consegue fazer o que pretendia em seus domínios. Não só veio a vitória, como uma que possibilite levar certa vantagem e tranquilidade para Minas Gerais. Ainda assim, o Cruzeiro é uma grande equipe que em seu histórico já reverteu situações piores. É nisto que se prende o torcedor e o clube brasileiro neste momento. A volta será no dia 4 de outubro.

Ficha técnica:

Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro

Boca Juniors: Andrada; Jara, Izquierdoz, Magallan, Olaza; Pablo Pérez (Almendra), Wilmar Barrios, Nández, Cristian Pavón; Darío Benedetto (Tevez) e Zarate (Villa). Técnico: Guillermo Barros Schelotto

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo, Egídio; Henrique, Lucas Silva, Rafinha, Thiago Neves (Sobis), Robinho (Manoel); Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Gols: Zárate (35’ 1T) e Pérez (37’ 2T) para o Boca Juniors.

Arbitragem: Eber Aquino (PAR), Eduardo Cardozo (PAR) e Juan Zorrilla (PAR)

Cartões amarelos: Olaza (10’ 2T) e Nández (45’ 2T) para o Boca Juniors. Edilson (46’ 2T) para o Cruzeiro

Cartão vermelho: Dedé (30’ 2T) para o Cruzeiro.

Local: La Bombonera, Buenos Aires (ARG)

Melhores Momentos:

https://www.youtube.com/watch?v=uNYVpgPmCiE