Entretenimento

9 filmes cults para você curtir e ampliar a sua bagagem cultural

0

Nem só de Hollywood vive o cinema. Há uma infinidade de obras cinematográficas que distanciam-se da cultura de massas e dos filmes mainstream, trazendo em seu bojo críticas ácidas, reflexões profundas e uma construção técnica e narrativa impressionante.

Listaremos adiante uma série de filmes cults para você assistir e adquirir ainda mais conhecimentos.

1.”Planeta Fantástico” (1973) – René Laloux

Opressores e escravizados controlam a narrativa em um planeta longínquo e uma temporalidade desconhecida. Nesse mundo diferenciado, os homens parecem meros insetos na visão de seres enormes, para os quais eles fornecem sua força de trabalho e servem como bichinhos de estimação.

2.”1984″ (1984) – Michael Redford

Esse filme é baseado na obra homônima de George Orwell. Depois da Guerra Atômica, o planeta é separado em 3 estados diferentes. Na cidade de Londres, capital da Oceania, Winston Smith é uma espécie de historiógrafo que vive sob esse regime absurdamente controlador. Um belo dia, ele acaba se apaixonando e tenta, à todo custo, escapar da vigilância 24 horas do “Big Brother”.

3.”Madame Satã” (2002) – Karim Aïnouz

João Francisco dos Santos, que viveu de 1900 a 1976 era a personalização da faceta mais underground da Lapa carioca nas décadas de 30 e 40. Malandro, gay, transformista, pai adotivo, ele era uma figurinha conhecida naquela área. Durante o Carnaval de 1942, ele interpreta uma personagem e ganha um concurso de fantasias, com uma roupa que recebeu o nome de Madame Satã.

4.A Montanha Sagrada (1973) – Alejandro Jodorowsky

Jodorowsky interpreta o personagem do alquimista, que junta um grupo de pessoas que representam os planetas do sistema solar. Seu objetivo é submetê-las a um conjunto de rituais de caráter místico, a fim de que eles abandonem o que há de mundano neles. Chegando na Ilha de Loto, começam a subir a Montanha Sagrada, para entrar no lugar dos deuses que controlam o mundo.

5. “Pink Flamingos” (1972) – John Waters

A drag queen Divine, seu filho Cracker, completamente doido e hippie e sua mãe portam de forma orgulhosa o título de “pessoas mais sujas do mundo”. No entanto, um casal chamado Raymong e Connie começam a representar um perigo para a bizarra honraria. A partir de então começa uma competição maluca para ver quem qual família é mais imunda.

6.”Dogville” (2003) – Lars Von Trier

Conta a história e uma bela e jovem mulher que procura por um refúgio em uma pequenina cidade americana durante a Grande Depressão. Uma das coisas mais marcantes do filme é a sua construção cenográfica, arrojado e minimalista. Não há paredes, mas sim somente linhas no chão que demarcam casas e ruas.

7. “Quero Ser John Malkovich” (1999) – Spike Jonze

Um certo homem consegue um emprego em um prédio, onde trabalha no 7ºandar, onde todo mundo precisa andar com o corpo curvado, por conta do teto baixo. Lá ele encontra uma passagenzinha escondida que leva ao interior da mente do ator John Malkovich, onde se pode ficar durante 15 minutos. A partir de então ele passa a lucrar com isso, alugando o espaço para outras pessoas.

8. Laranja Mecânica (1971) – Stanley Kubrick

Um dos filmes cults mais famosos de todos os tempos, Laranja Mecânica é um clássico imperdível. Em um dado momento no futuro, Alex é o líder de uma gangue ultra violenta, que mata, espanca, estupra e apronta de tudo. Ele acaba sendo preso e passa por um programa que faz um condicionamento cerebral nele, com o intuito de fazê-lo refrear seus impulsos agressivos.

9. Persépolis (2007) – Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud

Baseado no HQ autobiográfico homônimo de Marjane Satrapi, Persépolis conta a história de Marjane, uma menina iraniana de 8 anos de idade que nutre o desejo de se tornar um profetisa. Ela vive bem na época da chamada Revolução Islâmica no Irã, que provoca transformações profundas na conduta das pessoas. Sendo forçada a usa um hijab, ela se revolta com as novas condições do país e decide se rebelar.

 

Danieli Mennitti
Possuo graduação e mestrado em História pela UNESP. Faço parte da equipe de redação do portal Resumo. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Interesso-me e escrevo sobre os mais variados assuntos.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *