Skip to content

Programa Nacional de Imunizações ficará a cargo de Laurício Monteiro Cruz, formado em Veterinária

A decisão de Eduardo Pazuello de nomear Laurício Monteiro Cruz para ficar à frente do Programa Nacional de Imunizações não foi bem recebida pelo fato de ele não ter qualquer formação na parte de infectologista. Na verdade, Laurício é formado em Medicina Veterinária.

PUBLICIDADE

No seu currículo Lattes, os internautas descobriram vários pontos a respeito da sua formação, incluindo que ele já esteve à frente do Vigilância Ambiental em Saúde no Distrito Federal. Porém, é claro que muita gente acredita que ele não seja o melhor nome para cuidar de imunizações em pessoas durante um período de pandemia.

O próprio Ministro da Saúde não tem qualquer formação na área, já que o seu diploma é de Logística. Quando ele assumiu o cargo, ficou determinado que ele seria somente interino; contudo, ele se encontra à frente da pasta desde maio e não existe nenhuma movimentação para que ele seja substituído.

Um desafio importante para Laurício será fazer com que mais pessoas recebam vacinas, especialmente as que são consideradas obrigatórias, como a do sarampo. Isso porque as metas de imunização estão aquém do que é ideal há aproximadamente quatro anos, fazendo com que haja muito mais riscos de transmissão de uma série de doenças, até mesmo as consideradas erradicadas, como a poliomielite.

PUBLICIDADE

No caso desta última, há praticamente 18% das crianças completamente desprotegidas contra a doença porque os seus responsáveis não realizaram a vacinação, que é gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS).

Outro desafio de Laurício será com relação à vacina contra o coronavírus: a corrente que costuma desconfiar da eficácia e da segurança das vacinas pode tornar bem mais difícil o controle da doença em solo brasileiro.

PUBLICIDADE

Por isso, será necessário que o Programa Nacional de Imunizações aja de forma intensa para que todas as pessoas se submetam à vacinação.

Até agora, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ainda não fez nenhuma declaração referente ao novo chefe do Programa Nacional de Imunizações, bem como o Ministério da Saúde.